Notícias Placares ao vivo
Vasco da Gama

O quanto o Vasco deve sofrer sem Talles Magno, lesionado

17:18 BRT 25/02/2020
Talles Magno
O atacante de 17 anos sofreu lesão no osso do pé, durante a folga de carnaval

Revelação da base vascaína e destaque do time na metade final de 2019, Talles Magno sofreu uma lesão no quinto metatarso de seu pé esquerdo e vai passar por cirurgia. Ficará cerca de três meses longe dos gramados.

Quer ver o Vasco na Sul-Americana ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

O que surpreendeu foi como Talles se lesionou. Ao contrário do que já aconteceu com nomes como Neymar e Wayne Rooney, que no passado também sofreram com esta lesão, o vascaíno não se machucou dentro de campo: segundo comunicado emitido pelo clube carioca, o jogador “pisou em falso em uma pedra, em uma piscina de água natural”.

O que muda no Vasco sem Talles Magno?

(Foto: Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Segundo números levantados junto à Opta Sports, o Cruz-Maltino finalizou menos vezes quando Talles foi desfalque no Brasileirão de 2019: com o jovem, arriscava em média 14.3, sem ele eram 13. Entretanto, sem Talles o Vasco fez mais gols: 1.2 em média contra 0.8 tendo o meia-atacante.

Já em 2020, embora tenha sido decisivo para o Vasco seguir na Copa Sul-Americana, ao dar a assistência para Germán Cano fazer o único gol no duelo contra o Oriente Petrolero, Talles não tem sido o maior destaque do Gigante da Colina.

Pelo Campeonato Carioca, criou apenas duas chances de gols em quatro jogos. O ponto que deverá mais ser sentido, especialmente na ponta-esquerda, é sua capacidade de driblar e abrir espaços. Segundo o Footstats, Talles teve sucesso em 66.7% de seus dribles no estadual – ou seja, completou quatro em seis tentativas. É o melhor aproveitamento neste quesito para o time de Abel Braga.

Sem Talles, a tendência é que Marrony, que já é titular do time, volte a jogar na ponta-esquerda (onde prefere atuar) com Vinícius no flanco oposto.

Problema extracampo?

Talles, antes de outra lesão sofrida no Mundial sub-17 em 2019 (Foto: Alexandre Loureiro/CBF)

Outro ponto que o Vasco pode sentir é no planejamento de vender o jogador – que já veste a camisa das seleções de base.

Precisando de recursos, o Gigante da Colina não esconde a necessidade de negociar seus maiores ativos, e um tempo de ausência significa menos jogos para Talles jogar, se valorizar e atrair potenciais compradores.