Neymar e Griezmann fora da seleção do ano do L'Équipe

Comentários()
Getty Images
Craque da conquista da Copa do Mundo e maior craque em atuação na França ficam de fora de time de 2018 do jornal francês

Com gols, assistências, grandes atuações e quebrando recordes históricos de Zinedine Zidane e Michel Platini, Antoine Griezmann foi vital na conquista da França na Copa do Mundo, especialmente no mata-mata, brilhando e sendo decisivo em todas as partidas. Neymar, por sua vez, é o grande craque em atividade no futebol francês, ainda que seu ano de 2018 tenha sido ruim e muito aquém do esperado.

Com isso, era de se esperar que ambos estivessem em uma seleção do ano montada pelo L'Équipe, o principal veículo esportivo da França, certo? Errado!

Tanto Griezmann quanto Neymar ficaram de fora da seleção de 2018 do periódico. Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, por outro lado, estão no time, assim como Mbappé e Hazard.

No caso de Neymar, é muito nítido que sua Copa do Mundo ruim, com o brasileiro saindo da Rússia menor do que chegou, e a temporada atrapalhada por uma lesão no PSG, mas também o rendimento baixo nos duelos contra grandes equipes, pesou. No caso de Griezmann, porém, a ausência é curiosa.

Hazard fez uma excelente Copa do Mundo, mas Griezmann foi superior, campeão e decisivo no título francês. Além disso, o belga não teve uma temporada espetacular no Chelsea, enquanto o camisa 7 conquistou a Liga Europa com o Atleti também brilhando nos jogos decisivos. A sensação Mbappé, com o jovem tendo ótima temporada no PSG e quebrando recordes na Rússia, também acabou pesando contra o astro dos Rojiblancos.

Antoine Griezmann France Croatia World Cup 2018(Foto: GABRIEL BOUYS​)

Já Messi e CR7 obviamente não ficam de fora de qualquer seleção.

Quanto ao restante do time, na concorrida posição de goleiro, Oblak venceu a disputa com nomes que fizeram excelentes temporadas como Alisson e Ter Stegen, e superou também Courtois, que brilhou na Copa do Mundo. O Liverpool viu Salah - em outra decisão curiosa e injusta - ficar de fora da equipe do ano, mas foi premiado com o jovem Alexander-Arnold na lateral e Van Dijk, que segue jogando em alto nível absurdo, na zaga.

O Real Madrid, por sua vez, viu os tricampeões da Champions League, Varane (campeão também da Copa com a França e jogando muito), Marcelo e Modric serem premiados com um lugar no time. O lateral-esquerdo é o único brasileiro da equipe.

Varane Champions League World Cup

Confira como ficou o time:

Oblak; Alexander-Arnold, Varane, Van Dijk e Marcelo; Kanté e Modric; Mbappé, Messi e Hazard; Cristiano Ronaldo.

Próximo artigo:
Buscas por avião que transportava Sala são retomadas; siga as notícias em tempo real
Próximo artigo:
Felipe vibra com classificação sobre o Benfica e mira terceiro título pelo Porto
Próximo artigo:
Inter se aproxima de renovação com Icardi, que vai receber R$ 30 milhões por ano
Próximo artigo:
Cruzeiro faz brincadeira e anuncia contratações de Rodriguinho e Dodô em caça-palavras
Próximo artigo:
Palmeiras anuncia renovação com a Crefisa por mais três anos; veja detalhes do acerto
Fechar