Moisés voltou bem e criou nova esperança para jogo decisivo

Comentários()
Palmeiras/Divulgação
Meio-campista fez o Palmeiras melhorar, apesar da derrota dos reservas contra o Atlético-PR

Depois de ficar lesionado por mais de cinco meses, Moisés voltou a jogar neste domingo (6), contra o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro. A expectativa era que ele jogasse por meia hora e tivesse dificuldades naturais por falta de ritmo. Mas ele surpreendeu: atuou por 45 minutos e foi um dos poucos destaques na derrota do Verdão por 1 a 0.

No 1º tempo o Palmeiras jogou mal porque teve muitas dificuldades na saída de bola. Os meio-campistas, Tchê Tchê, Jean e Raphael Veiga, ficaram muito distantes e se movimentaram pouco. 

Moisés entrou no lugar de Veiga, passou a buscar a bola no início das jogadas e deu bom prosseguimento a elas. O gol não saiu porque o ataque reserva foi mal mais uma vez. Erik e Borja passaram longe de ser perigosos. Mas Moisés criou esperanças de que o Palmeiras possa ser mais criativo novamente.

Veja estatísticas de Moisés contra o Atlético-PR:

Um dos piores problemas do Palmeiras na temporada é justamente o meio-campo, tanto na defesa quanto no ataque. E Moisés era a peça que encaixava esse setor em 2016. Sem a bola, ele defende com força e intensidade. Com ela, dá opção e jogo e acerta passes importantes. Ninguém no elenco do Palmeiras tem feito essas duas funções.

O grande problema é que Moisés não está 100% ainda. O técnico Cuca já avisou que ele não terá condições de ser titular e provavelmente ficará no banco de reservas nesta quarta-feira (9), em jogo decisivo pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O Palmeiras vai enfrentar o Barcelona-EQU e precisa se recuperar da derrota por 1 a 0 no jogo de ida. Se nada der certo no início, pelo menos o Verdão terá Moisés no banco de reservas para tentar mudar o jogo novamente.

Fechar