Messi desabafa: 'Meu filho me perguntou: por que te atacam tanto na Argentina?'

Comentários()
Getty Images
Em rara entrevista, atacante do Barcelona rebate críticas que recebe dos argentinos e diz que pensou em desistir da seleção

Em rara entrevista, Lionel Messi falou à rádio 94.7 Club Octubre sobre sua situação na seleção argentina e da pressão que sofre no país natal. "Meu filho me perguntou: por que te atacam tanto na Argentina?", revelou o atacante do Barcelona.

CRÍTICAS À IMPRENSA ARGENTINA

Sem citar nomes, Messi diz há "muitas mentiras e coisas inventadas" sobre ele quando o assunto é a seleção argentina. "Me irrita porque acreditam em tudo o que é dito", disse.

"Dizem que meu pai controla a seleção, que tem poder para fazer coisas na AFA. A família é que sofre. Tenho amigos, irmãos que sofrem pelas mentiras que são ditas. Qualquer um fala o que quer e as pessoas acreditam. Depois sou eu o filho da puta", disse Messi.

Cristiano Ronaldo fora das quartas de final da Champions League?

DERROTA NA COPA DA RÚSSIA

Messi diz que pensou em desistir da seleção após a derrota para a França nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, mas que eventualmente decidiu continuar. "Quero ganhar algo com a seleção. Vou jogar todos os torneios importantes", afirmou.

DESEJO DE JOGAR NA SELEÇÃO

Messi reafirmou que não canta o hino da Argentina antes dos jogos porque demonstra seu amor ao país e à seleção de outras maneiras.

"Nós (jogadores argentinos) não temos que passar o dia todo dizendo que amamos a seleção. Se eu não quisesse, não jogaria mais. Ninguém me obriga a jogar pela seleção. Eu sigo gostando", disse.

PROBLEMA NO PÚBIS

Mais artigos abaixo

O argentino disse também que não jogou a partida contra Marrocos, dias depois da derrota de 3 a 1 para a Venezuela na última semana, porque ainda não se recuperou completamente de uma pubalgia que o atrapalha desde dezembro.

"Pubalgia é complicada, não se melhora de um dia para o outro. Estou melhor, mas não estou limpo. Preciso me cuidar".

Fechar