Maxi López parou em 2018 no Vasco de 2019

Comentários()
Getty Images
O atacante argentino teve sua passagem por São Januário perfeitamente dividida entre dois anos distintos

Após 38 jogos e 11 gols marcados, Maxi López não é mais jogador do Vasco da Gama. O argentino de 35 anos rescindiu amigavelmente o seu contrato com o clube de São Januário, nesta sexta-feira (24), depois de ter ficado insatisfeito por ter sido barrado do jogo contra o Fortaleza, neste domingo (26), pelo Campeonato Brasileiro.

Contratado na metade de 2018 depois de um período em baixa na Udinese, da Itália, o centroavante teve dois anos bem distintos no Gigante da Colina. A sua narrativa é dividida perfeitamente entre o período no qual teve um desempenho decisivo para livrar o clube do rebaixamento, com outro em que rendeu pouco e conviveu com as críticas em relação ao seu peso.

QUER ASSISTIR AO MELHOR DO FUTEBOL AO VIVO OU QUANDO QUISER? ASSINE O DAZN E GANHE O 1º MÊS GRÁTIS!

Maxi chegou no final do primeiro turno do Brasileirão e entrou em campo 19 vezes, tempo suficiente para fazer sete gols e contribuir com cinco assistências. Um desempenho impressionante, sem o qual o destino do Vasco poderia ter sido pior. Mesmo visivelmente acima do peso, o argentino compensava isso com inteligência para ler o jogo e habilidade. Era decisivo, o melhor do time.

Pikachu Maxi Lopez Vasco Fluminense Brasileirão 03 11 2018O 2018 de Maxi López foi de 19 jogos no Brasileirão, 7 gols e 5 assistências (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)

Em 2019, justamente quando teria em seu calendário jogos de nível técnico menor, por causa dos estaduais, Maxi surpreendeu negativamente. Teve a pré-temporada e não conseguiu entrar em forma. Inclusive, chegou a perder sua posição para o jovem Tiago Reis no Campeonato Carioca. O garoto revelado dentro de São Januário fez quatro gols em nove partidas, o mesmo número de tentos anotados pelo argentino nesta temporada.

Maxi Lopez Vasco 06 04 2019Decepção em 2019: 19 jogos e 4 gols - dois no Brasileirão, um no Carioca e outro na Copa do Brasil (Foto: Divulgação/Vasco)

Mesmo assim, o veterano começou a campanha no Brasileirão com o status de titular. Fez dois de seus quatro gols no ano na Série A, mas seguia sem conseguir resolver jogos. A chegada de Vanderlei Luxemburgo, semanas atrás, reforçou a pedida para que o argentino ficasse em separado até perder os (oficialmente) quatro quilos que o separavam do peso ideal. Sob o comando de Luxa, foi titular contra o Avaí - no empate por um gol -  e não agradou.

Curiosamente, Maxi López deixa o Vasco após ter feito 19 jogos em sua segunda temporada. Um corte perfeito para estabelecer a comparação com 2018 e que mostra o quanto aquele atacante decisivo de antes “não entrou em campo” em 2019.

Fechar