Manchester United joga futebol de criança, critica ídolo do clube

Comentários()
Paul Scholes não poupou críticas aos Red Devils após derrota na Champions League; Técnico do time, Solskjaer também não gostou

Depois de impressionar nas duas primeiras rodadas da Champions League, com vitórias sobre PSG (2x1) e RB Leipzig (5x0) pelo Grupo H, o Manchester United recebeu uma verdadeira ducha de água fria ao ser derrotado por 2 a 1 para o Istambul Basaksehir, o azarão da chave. A derrota foi marcada por erros defensivo impressionantes por parte dos ingleses, especialmente no primeiro tento anotado pelos turcos.

Quer ver a Premier League ao vivo? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Aos 12 minutos, O Istambul recuperou a bola em sua defesa, após escanteio do United, e disparou no campo de ataque sem ver nenhum defensor no meio do caminho. Demba Ba, senegalês que teve passagem pelo Chelsea anos atrás, foi quem abriu a contagem – dificultando a vida dos ingleses, que sob o comando de Solskjaer se acostumaram mais a atacarem através de contra-ataques. O lance rendeu críticas fortes do ex-jogador e grande ídolo dos Red Devils, Paul Scholes.

“Com certeza foi problema de organização”, disse o ex-meio-campista em comentários feitos à BT Sport. “Não há dúvidas de que você precisa ter alguém no meio-campo, mais recuado, quando vai bater um escanteio. Pareceu futebol de criança. Você até consegue entender se for no último minuto e se você estiver buscando um gol”, completou.

Solskjaer, cujo grande momento como jogador foi exatamente fazendo um destes gols desesperados através de escanteio (garantindo o título da Champions de 1999 ao United em final emocionante contra o Bayern), também não poupou críticas à falta de atenção que seus comandados tiveram no gol marcado por Demba Ba no duelo realizado na Turquia.

“Tentaram um escanteio curto e todo mundo esqueceu de voltar (para a defesa) acompanhando os adversários, e aí o Demba Ba aproveitou o espaço em nossas costas. Falta de comunicação e de boas decisões, você não vê gols assim acontecendo neste nível. Não deveríamos conceder gols fáceis como este, sabemos que é difícil marcar gols e criar chances, e quando você entrega gols fáceis, como os dois que sofremos hoje, tudo fica difícil”, criticou o norueguês.

Pelo lado inglês, Martial chegou a empatar a partida. Entretanto, Visca fez o 2 a 1 que sacramentou a vitória para o Istambul Basaksehir. Apesar do resultado ruim, o United segue líder de sua chave com seis pontos somados. O próximo desafio será neste sábado (7), no tradicional duelo contra o Everton, pela Premier League.

Fechar