Liverpool: "Vencer a Premier League seria imenso”, diz Salah

Comentários()
Getty Images
O craque dos Reds também destacou parceria com Firmino e revelou idolatria por Ronaldo Fenômeno

Artilheiro da Premier League com 17 gols, Mohamed Salah é uma das grandes esperanças para o Liverpool acabar com um jejum de títulos ingleses que já dura 29 anos. O egípcio reconheceu a dose extra de pressão e ansiedade, mas vê como algo normal e mantém a confiança em busca do título.

Neste domingo (24), os Reds viajam para enfrentar o Manchester United, naquele que é o maior clássico da Inglaterra – e que reúne os dois clubes mais vezes campeões do país.

"Precisamos ficar calmos e jogar o nosso futebol. É claro que há pressão, porque somos humanos e sentimos isso. Queremos vencer a Premier League, que seria algo imenso para o clube", afirmou em entrevista para a ESPN Brasil. "Mas só precisamos vencer jogos", destacou.

"É um sonho. Era um dos meus sonhos quando eu cheguei aqui. Eu disse na ultima temporada. As pessoas podem me achar maluco, mas eu sempre tive isso na minha cabeça. Vir aqui e ganhar a Premier League".

E no caminho de 11 rodadas até o final da Premier League, Salah terá a ajuda especial de Roberto Firmino. Ao lado do senegalês Sadio Mané, a trinca ofensiva do Liverpool encantou o mundo na última temporada e inspira confiança. O egípcio falou sobre o bom entendimento com Firmino e revelou sua idolatria por Ronaldo Fenômeno.

Roberto Firmino Mohamed Salah Liverpool Arsenal Premier League  291218(Foto: Getty Images)

“Nós temos uma boa conexão, sabemos jogar juntos. Acho que eu e Firmino formamos uma boa dupla", disse antes de exaltar o Fenômeno. "A habilidade, a velocidade, a inteligência. Ele tinha tudo. A forma como ele jogava, o futebol dele era totalmente diferente".

O camisa 11 da equipe treinada por Jurgen Klopp também falou sobre a representatividade que ele dá aos muçulmanos, alvos de preconceito em boa parte da Europa: "Eu vim do Egito, do Oriente Médio. Todo mundo sabe o tamanho que eu tenho. A responsabilidade é maior, a pressão é maior. Mas eu não preciso mudar quem eu sou. Eu preciso tomar cuidado apenas com o que eu faço na vida, porque agora todo mundo olha para mim como exemplo. Eu não reclamo disso, é algo que me deixa feliz".

Fechar