Notícias Placares ao vivo
Liga dos Campeões da UEFA

Klopp critica ‘cera’ do PSG e diz que Liverpool não pode ficar com medo na Champions League

22:00 BRST 28/11/2018
2018-11-29 Jurgen Klopp
O treinador alemão lamentou a derrota, reconheceu o nervosismo e volta as atenções para decisão contra o Napoli

Sempre enérgico dentro dos gramados, Jurgen Klopp não escondeu o seu nervosismo na derrota por 2 a 1 do Liverpool para o PSG, nesta quarta-feira (28), pela penúltima rodada da fase de grupos da Champions League.

O técnico da equipe inglesa reconheceu os méritos dos franceses, e elogiou o ímpeto adversário, mas em sua entrevista coletiva também reclamou de uma ‘cera’ excessiva da equipe mandante.

“O número de interrupções no jogo não foi legal. Eu já disse algumas vezes, nós ganhamos duas vezes seguidas o prêmio de Fair Play na Inglaterra, e hoje nós parecíamos açougueiros após os cartões amarelos que recebemos. O PSG foi esperto, especialmente o Neymar, mas vários outros jogadores caíam como se estivesse realmente acontecendo alguma coisa grave e não estávamos mais tão calmos”, disse.

“Estávamos muito agressivos, e infelizmente agressões negativas não ajudam no futebol. Ficamos frustrados e nervosos, mas precisamos lidar com isso. É o nosso trabalho. Se o juiz deixar aquilo acontecer, então temos que lidar”.

Klopp também lamentou as escolhas de sua equipe no chamado ‘último passe’, o momento que às vezes acaba decidindo os rumos de uma partida: “Nós tivemos duas, três ou quatro chances em que poderíamos ter tomado decisões muito melhores”, seguiu. “Pequenos momentos onde uma rápida decisão poderia ter saído em coisa melhor. Essa é a razão pela qual perdemos. Eles fizeram dois gols e nós fizemos um, e nestes momentos de tomadas de decisão não fomos bons o bastante”.

“Eu não quero dizer que o Paris não mereceu, e não espero nada do juiz, só imaginava que ele poderia acalmar as coisas. Não acontece sempre, para ser honesto, mas aconteceu hoje. A torcida estava animada, é realmente difícil e não estávamos calmos o bastante. Até o Joe Gomez recebeu um amarelo! Ele é o garoto mais tranquilo deste planeta e esteve perto de levar um vermelho”.

A derrota para o PSG deixa o Liverpool em situação delicada antes da última rodada da fase de grupos da Champions League, marcada para 11 de dezembro. Os ingleses precisam vencer o Napoli, líder da chave, para avançarem às oitavas de final. Qualquer outro resultado elimina os atuais vice-campeões europeus do certame.

“Nós vamos precisar de Anfield mais uma vez, e precisamos criar uma atmosfera realmente especial. Sabemos disso. Mas o Napoli é uma equipe forte. Será em 12, 13 dias e temos alguns outros jogos antes deste. Se avançarmos vamos merecer, se não avançarmos será porque não merecemos (...) Não estamos com medo disso, e acredito que você recebe o que merece. É isso. Precisamos tentar de tudo e não ter medo”.