Hazard acumula críticas e vai se firmando como galáctico sem brilho no Real Madrid

O jogador belga ainda não conseguiu engrenar com a camisa merengue e vê as críticas aumentarem

Eden Hazard chegou ao Real Madrid em 2019 cheio de expectativas. Vinha, afinal de contas, de uma excelente Copa do Mundo em 2018 e ótimas temporadas a serviço do Chelsea – a última delas, coroada com título de Europa League sobre o Arsenal. Se os Blancos buscavam um craque para, não apenas vestir a camisa 7, herdar a vaga espiritual deixada após a saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, o belga seria naquele momento um destas opções “galácticas”.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Herdar a vaga de protagonismo no time não é igual buscar superar o que, ao menos hoje, parece insuperável. Vai demorar muito tempo até alguém conseguir fazer pelo Madrid o que Cristiano Ronaldo fez. Mas não há dúvidas que se Hazard seguisse o ritmo que vinha apresentando por Chelsea e Bélgica, seria um grande reforço ao time de Zidane. Acontece que desde que vestiu a camisa merengue, o atacante só encontrou motivos para lamentar. Neste breve período de pouco menos do que duas temporadas, Hazard sofreu mais lesões do que em todos os seus sete anos de Chelsea. E fez apenas 3 gols e deu 4 assistências num total de 32 partidas disputadas até aqui.

O fato de estar sempre buscando recuperar o ritmo, ainda mais no contexto do futebol jogado em meio à pandemia de Covid, atrapalha. Mas estar abaixo das expectativas por tanto tempo começou a cobrar a paciência da imprensa espanhola e belga, além, claro, da dos torcedores merengues. Após a derrota por 2 a 1 frente ao Athletic Bilbao, que eliminou o time de Zidane da Supercopa da Espanha, Hazard foi um dos mais criticados. Senão o mais.

Este ainda é um Real Madrid que conta com nomes que podemos considerar “galácticos”, para usar a expressão dada aos grandes astros contratados pelo clube desde que Florentino Pérez iniciou seu período presidencial. Sergio Ramos, Casemiro, Benzema, Modric e Kroos já escreveram suas histórias pelo clube. Todos, no entanto, vêm demonstrando mais brilho do que Eden Hazard, a última das contratações “galácticas” até aqui.

Fechar