Grêmio banca permanência de Ferreira e negocia Léo Chu com time da MLS

Última atualização
Lucas Uebel/Grêmio

O atacante Ferreira, que estava encaminhando a sua saída do Grêmio para atuar no Atlanta United, dos Estados Unidos, não vai jogar na Major League Soccer. A reviravolta aconteceu na tarde desta quinta-feira (05), quando o CEO do Grêmio, Carlos Amodeo, conversou com Ferreira para convencer o jogador a permanecer no Grêmio.

O Atlanta United tinha até esta quarta-feira para pagar a multa rescisória, de oito milhões de euros, mas para realizar o pagamento o clube norte americano estava exigindo a assinatura de contrato de Ferreira com o clube, o que não vai mais acontecer.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Para convencer Ferreira em desistir da proposta do Atlanta United, o Grêmio ofereceu um reajuste salarial, tornando Ferreira um dos jogadores mais valorizados do elenco gremista, além de uma prorrogação de mais um ano no contrato, passando de dezembro de 2023 para o final de 2024. Com isto a multa rescisória passa de oito milhões de euros para 18 milhões de euros.

O próximo passo agora é restabelecer a relação entre Ferreira e Felipão. O treinador ficou irritado com o sumiço do atacante, que ficou três dias sem aparecer no CT Luiz Carvalho. O comandante chegou a destacar em sua última coletiva que não sabia o motivo da ausência de Ferreira e que vai contar com os jogadores que desejam permanecer no Grêmio para ajudar a sair da zona do rebaixamento.

Léo Chu tem proposta para sair

Quem está próximo de deixar o Grêmio é o atacante Léo Chu, o jogador despertou interesse do Seattle Souders, dos Estados Unidos. O clube norte americano enviou uma carta de interesse pelo atacante gremista e deve depositar até esta sexta-feira (06) o valor de dois milhões e meio de euros por 80% do vínculo econômico do atacante. O Grêmio ainda vai ficar com 20% do vínculo do jogador para uma futura venda.