Top 10: as coisas que nós queremos vem no futebol em 2019

Comentários()
Felipe Oliveira/Bahia/Divulgação
VAR no Brasileirão, responsabilidade maior nos dirigentes e uma longa lista de melhoras

A temporada 2018 do futebol teve gols, títulos importantes... mas ainda há muito a evoluir – especialmente no Brasil. Abaixo, confira 10 coisas que nós queremos ver em 2019!


VAR no Brasileirão


2018-12-03 VAR Video Assistant Referee(Foto: Getty Images)

Símbolo maior da ajuda tecnológica aplicada ao futebol, o VAR (Video Assistant Referee) foi vetado para o Brasileirão 2018 por causa dos altos custos que seriam, por vontade da CBF, responsabilidade dos 20 clubes da nossa elite.

Para 2019, existe a vontade de implementar a tecnologia no principal torneio de clubes do Brasil, mas ainda é preciso encontrar uma solução para o impasse econômico sobre quem irá pagar. Em campeonatos estaduais, por exemplo, a FERJ, do Rio de Janeiro, vai custear o VAR para os jogos decisivos.


Critérios bem definidos nas arbitragens


Heber Roberto Lopes Santos Flamengo Brasileirão 19112015(Foto: Miguel Schinchariol/Getty Images)

Um ponto complementar é que, por mais que a tecnologia ajude, no final das contas a importância na decisão do árbitro ainda é o principal. E se o juiz não estiver bem preparado, de nada adiantará a tecnologia. Por isso, é sempre bom cobrar por uma preparação melhor nos apitadores e nos critérios que mudam de um para o outro em diferentes jogos.


Sucesso na Copa América 2019


Tite convoca Seleção Brasileira(Foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O Brasil vai receber a 46ª edição da Copa América, e além de buscar o título a torcida, acima de tudo, é para eu a Seleção de Tite empolgue com um bom futebol. Além disso, a organização também precisa ser impecável para evitar problemas dentro e fora de campo.


Menos trocas de treinadores


Jair Ventura - Corinthians - 16/10/2018(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Em 2018, o Brasil mais uma vez testemunhou diversas demissões e contratações de treinadores, prática que na maioria das vezes não ajuda os comandantes a desenvolverem trabalhos e, em última instância, criar a base na qual os nossos jogadores se tornarão atletas melhores. Ganhar é importante, mas o resultadismo desenfrado é um inimigo na evolução do nosso futebol.


Dirigentes mais responsáveis


Presidente Pedro Abad Fluminense 19 01 18(Foto: LUCAS MERÇON/Fluminense FC / Divulgação)

Não adianta bradar falsas promessas e fazer loucuras que, no futuro, poderão acabar com as instituições.


Que os nossos talentos sigam aqui


Rodrygo Vasco Santos Brasileirao Serie A 01092018(Foto: Buda Mendes/Getty Images)

É impossível, no cenário econômico mundial, impedir que os nossos maiores talentos queiram jogar na Europa. É o sonho de qualquer atleta de elite. Entretanto, a cada ano nós vemos futebolistas cada vez mais jovens deixando os clubes. Foram os casos de Lucas Paquetá e Rodrygo.


Maior protagonismo no futebol europeu


Neymar PSG Paris Saint-Germain 2018-19(Foto: Getty Images)

No Velho Continente, que os brasileiros que lá estão sejam mais decisivos pelos seus clubes: Neymar, no PSG, é o protagonista de seu time, mas ainda temos Marcelo no Real Madrid e outros brasucas em outras equipes que podem redirecionar os holofotes destinados aos maiores craques para serem decisivos em grandes títulos.


Um calendário bem pensado


As datas do futebol em 2019 já estão definidas e não há grandes diferenças. Então, que seja um ano para a melhor avaliação de competições que duram mais do que deveriam, caso dos estaduais, ou ao menos que a Data FIFA de seleções seja respeitada, para que os clubes não fiquem prejudicados com a perda de seus nomes mais importantes.


Torcida sem preconceitos


O palavrão não precisa deixar as arquibancadas, tampouco as provocações aos rivais. Mas já não há mais espaços para gritos como aquele que alguns entoam quando um goleiro vai bater o tiro de meta. Não acrescenta em nada e é um retrato de uma doença social.


Gols!


Por último, queremos ver as redes balançando mais vezes! A Copa do Brasil 2018 teve os “piores” artilheiros em sua história e a média de gols do Brasileirão foi a menor em mais de 20 anos. Tem que mudar!

Próximo artigo:
Chelsea precisa de Higuaín, mas transferência pode atrasar
Próximo artigo:
Corinthians e Atlético-MG podem acertar troca de Romero e Luan
Próximo artigo:
Após vencer o Chelsea, Emery pede equilíbrio ao Arsenal
Próximo artigo:
Cristiano Ronaldo não desiste de Marcelo na Juventus
Próximo artigo:
Chelsea está de olho em Coutinho, diz jornal inglês
Fechar