Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Brasileirão 2018: Botafogo chega entre o céu e o inferno

10:09 BRT 13/04/2018
Carli Jefferson João Paulo Botafogo Carioca 09 04 2018
Depois de ser campeão estadual, Glorioso busca em primeiro lugar fugir do rebaixamento

Após decepcionar na reta final do Brasileirão de 2017, onde perdeu a vaga para a Libertadores da América, o Botafogo chega para a edição 2018 do torneio entre o céu e o inferno.

O céu vem da lembrança recente da épica conquista do Campeonato Carioca sobre o Vasco, mas a desconfiança fica em um elenco considerado enfraquecido em relação ao do ano anterior, e que inicia o Brasileirão 2018 com o objetivo principal de fugir do rebaixamento.


TREINADOR


(Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Alberto Valentim chegou no início desta temporada para ocupar a vaga de Felipe Conceição, que perdeu o cargo após um péssimo início de ano. Enérgico dentro de campo, rapidamente Valentim conseguiu melhorar o time, e foi coroado com o título estadual do Rio de Janeiro.


CRAQUE DO TIME


Embora o atacante Rodrigo Aguirre [que ainda não disputou jogos pelo Glorioso] tenha chegado como grande esperança para a atual temporada, o herói maior do Alvinegro veste a camisa 1: Gatito Fernández é o melhor pegador de pênaltis em ação no futebol brasileiro, foi herói no Cariocão e dá grande segurança ao gol botafoguense – que ainda tem no banco de reservas ninguém menos do que Jefferson, jogador que mais vezes defendeu a Estrela Solitária em Brasileirões [217 partidas].


TÍTULOS CONQUISTADOS


O Botafogo foi o primeiro clube do Rio de Janeiro a ser campeão brasileiro. Foi em 1968, na Taça Brasil que passou a ser reconhecida como título equivalente ao do Brasileirão. A última conquista do Glorioso aconteceu em 1995.


DESEMPENHO EM 2017


Embora tenha focado todas as suas forças na Libertadores [onde foi eliminado nas quartas de final, pelo Grêmio], o Botafogo então treinado por Jair Ventura fazia uma boa campanha e brigava entre os seis primeiros. No entanto, uma sequência de cinco jogos sem vitórias nas últimas cinco rodadas custou a vaga na Libertadores... fechando a temporada de forma melancólica no estádio Nilton Santos.


TIME BASE


Gatito; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello, Moisés; Rodrigo Lindoso, Marcelo [João Paulo]; Luiz Fernando, Léo Valência, Renatinho; Brenner.