Botafogo 0-1 Palmeiras: Fogão leva onze cartões amarelos em uma só partida

Comentários()
Getty Images
Cariocas reclamam da arbitragem por pênalti que originou gol da vitória e falta de advertências ao Verdão no Mané Garrincha

O Botafogo não conseguiu sair da 6ª rodada do Brasileirão com uma vitória, mas não deixou de fazer número na derrota para o Palmeiras neste sábado (25), no Mané Garrincha. O time alvinegro levou dez cartões amarelos numa só partida (sem contar o recebido pelo preparador de goleiros, Flávio Tênius), igualando uma marca de oito anos no Brasileirão.

ACOMPANHE O BOTAFOGO NA SUL-AMERICANA: ASSINE O DAZN E GANHE O 1º MÊS GRÁTIS

A maior parte das advertências aplicadas pelo árbitro Paulo Roberto Alves Júnior foi aplicada por reclamação, como no lance que acabou definindo a partida: Gabriel foi disputar rebote do goleiro Gatito com o atacante Deyverson e acabou pisando no jogador, falta na área que foi confirmada em consulta ao VAR. Só neste lance, viram o amarelo o próprio Gabriel e o arqueiro alvinegro, além de Diego Souza e Cícero, por discussão sobre o lance.

Curiosamente, o Verdão acabou a partida em Brasília com mais faltas cometidas pelo Bota (19 contra 13 dos cariocas), mas nenhum cartão amarelo. Fato que despertou a ira da torcida alvinegra contra Alves Júnior, especialmente nas redes sociais.

Os dez cartões recebidos em uma só partida faz o Botafogo igualar a indesejável marca do Coritiba, que recebeu o mesmo número de advertências em jogo contra o Santos no Campeonato Brasileiro 2011. Costanza, Gilson, João Paulo, Léo Valencia, Gustavo Bocheca e Ferrareis foram os outros atletas advertidos.

O 'festival' de cartões, no entanto, não trará maiores problemas para o técnico Eduardo Barroca montar a equipe para a sequência do campeonato: Jonathan e Pimpão eram os únicos pendurados do Fogão na rodada, mas sequer participaram da partida. Com isso, os dez advertidos poderão estar em campo no próximo domingo, 2 de junho, quando a equipe fará o clássico contra o Vasco da Gama.

Fechar