Bombeiro à beira do gramado: a missão de Mancini no São Paulo

Comentários()
Érico Leonan/São Paulo FC
Interino ficará pouco mais de um mês no comando da equipe e precisará mudar o cenário de forma geral

Antes coordenador técnico e agora com cargo de interino no comando do São Paulo, Vagner Mancini terá pela frente algumas missões que podem ser decisivas por um melhor desempenho da equipe no restante da temporada.

Se quando chegou ao Tricolor a intenção de Mancini era agir fora do campo, em pouco tempo ela mudou para ser praticamente um bombeiro à beira do gramado. Isso porque a fase são-paulina é crítica. Inclusive, há quem diga que a eliminação para o Talleres na segunda fase preliminar na Copa Libertadores foi o maior vexame da história do clube.

Mas não é só a recente eliminação que pesa no clube. A falta de títulos e as seguidas eliminações nos últimos tempos pesam contra a equipe. Desde 2012, quando participou de competições no formato eliminatório, ou quando chegou à estas decisões, o São Paulo caiu em todas, num total de 19 derrotas, algumas delas para equipes de menor expressão, como:

Mais artigos abaixo
Vagner Mancini treino Sao Paulo 15022019
(Foto: Érico Leonan/São Paulo FC)

Com esse cenário, Mancini terá o desafios de dar um padrão de jogo ao time, e como consequência resgatar a confiança no elenco Tricolor tática e mentalmente, além de tentar colocar um fim numa dança das cadeiras que ocorre no banco Tricolor desde 2015. De lá para cá, foram nove técnicos diferentes no Tricolor, incluindo o ídolo Rogério Ceni e alguns estrangeiros como Juan Carlos Osorio, Edgardo Bauza e Diego Aguirre.

Fora da Libertadores, o São Paulo deve priorizar até mesmo o Campeonato Paulista. O motivo? Evitar uma nova decepção com o seu torcedor que está incomodado com a ausência de um título estadual que não vem para o Morumbi desde 2005.

Cuca, já anunciado técnico do Tricolor, só assumirá a equipe em abril devido a uma restrição médica. E, até lá, caberá ao interino Mancini apaziguar os ânimos dentro e fora dos gramados. Ainda restam três campeonatos pela frente e o São Paulo pode começar a sua redenção já no clássico contra o Corinthians, domingo (17), pela sétima rodada do Paulistão.

Fechar