Bernard pede mesmo salário do futebol árabe ao Corinthians

Bernard Everton 2020-21Getty Images

Bernard não se animou com a primeira proposta do Corinthians no mercado da bola. Tratado como possível substituto de Willian no CT Joaquim Grava, o atacante de 29 anos não está disposto a uma redução drástica do patamar salarial para voltar ao Brasil, como soube a GOAL.

Atualmente no Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos, o atleta recebe cerca de R$ 2 milhões por mês e só aceitaria uma volta ao futebol nacional se mantivesse as bases salariais do acordo com os árabes.

A proposta feita pelo Corinthians é para um salário semelhante ao recebido por Willian — o atleta rescindiu o contrato com remuneração ligeiramente superior a R$ 1 milhão mensal. Bernard gostaria de receber quase o dobro disso em uma possível volta ao Brasil.

As conversas entre Corinthians e jogador se iniciaram na última sexta-feira (12), logo após a rescisão de Willian, que está em negociação com o Fulham, da Inglaterra. A diretoria do Timão trata a situação diretamente com Adriano Spadotto, empresário de Bernard.

Revelado pelas divisões de base do Atlético-MG, o atacante vê a permanência no Sharjah FC ou a volta à Europa, onde defendeu Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e Everton, da Inglaterra, como as principais opções no mercado da bola.

Embora não descarte jogar novamente no Brasil, Bernard exige uma proposta salarial mais elevada. Hoje, os valores apresentados pelo Corinthians estão abaixo do que o atacante de 29 anos gostaria de receber.

No primeiro ano com as cores do clube árabe, a temporada 2021/22, o jogador fez 36 partidas, com oito gols marcados e cinco assistências. No período, esteve em campo por 2.891 minutos.

Além de Bernard, o Corinthians também estuda a contratação de Michael, hoje no Al-Hilal, da Arábia Saudita. Os paulistas sinalizaram com uma proposta de US$ 6 milhões (R$ 30,46 milhões na cotação atual) pela contratação do atacante de 26 anos.