Após cinco anos, Marcelo volta a ser reserva na Champions

Comentários()
Getty Images
Em 2014, o brasileiro competia com Fábio Coentrão e hoje enfrenta um desafio com Reguilón no Real Madrid

Pela primeira vez nesta temporada, Marcelo começa um jogo de Champions League no banco de reservas do Real Madrid. Na lateral-esquerda, o técnico Santiago Solari optou pelo jovem Reguilón, um dos principais nomes na recuperação merengue neste início de 2019 após um péssimo primeiro semestre.

A última vez em que o brasileiro havia iniciado uma partida de Champions entre os reservas foi em 2015. Entretanto, o motivo não era uma competição cada vez mais acirrada com algum companheiro de time. Marcelo, Kroos e Bale foram poupados naquele duelo contra o Malmö, da Suécia, já que os merengues haviam conseguido a classificação antecipada. No final das contas, a equipe ainda comandada por Zidane venceu por incríveis 8 a 0.

Foi no ano anterior, 2014, que Marcelo teve a sua última grande disputa por posição na equipe merengue. Em três ocasiões o português Fábio Coentrão iniciou entre os titulares, com Marcelo entrando no decorrer das vitórias contra Basel (1 a 0) e Ludogorets (4 a 0), assim como na derrota por 4 a 3 para o Schalke.

Fabio Coentrao Philipp Degen Basel Real Madrid UEFA Champions League 11262014Coentrão em ação contra o Basel (Foto: Getty Images)

Em entrevista recente ao Esporte Interativo, Marcelo garantiu que sua cabeça está no Real Madrid e que não recebeu propostas da Juventus. O brasileiro não vive o seu melhor momento e a competição com Reguilón é cada vez mais disputada. O jovem espanhol tem sido titular na Liga Espanhola, enquanto o camisa 12 vinha aparecendo entre os onze iniciais nas Copas.

Um fator que explica a opção de Solari por Reguilón pode estar no fator defensivo, uma vez que Reguilón tenha um perfil mais defensor em relação a Marcelo, o que seria importante contra o Ajax em um duelo fora de casa. De qualquer forma, está claro que o brasileiro, ícone madridista, terá que lutar muito para recuperar o status de titular incontestável.

Fechar