Notícias Jogos
G. Higuaín

Higuaín anuncia aposentadoria: relembre os times, gols e títulos

20:30 BRT 03/10/2022
higuain anuncio retiro inter miami
Ao longo da carreira, o atacante passou por grandes equipes e foi vice-campeão do mundo com a Argentina, perdendo uma chance incrível na grande final

Vice-campeão com a seleção da Argentina na Copa do Mundo de 2014, o atacante Gonzalo Higuaín anunciou sua aposentadoria no final desta temporada. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3), pelo próprio atleta, de 34 anos, que atua pelo Inter Miami, da Major League Soccer (MLS).

“Chegou o dia de dizer adeus para o futebol. Trata-se de uma decisão que venho analisando e processando há algum tempo”, disse o jogador, visivelmente emocionado, em uma entrevista coletiva. “Fui um privilegiado por ter desfrutado do futebol de momentos tão bons e outros não tão bons”, disse o atleta.

O centroavante já está em sua terceira temporada pelo Inter Miami desde que decidiu deixar o futebol europeu, no qual construiu a maior parte de sua carreira profissional. Embora tenha conseguido bons números nos últimos anos, o argentino entende que esse é o momento ideal para deixar o esporte e se dedicar a outros projetos. Apesar disso, Higuaín não confirmou se seguirá ligado ao futebol de alguma maneira, mesmo assumindo funções fora de campo.

Diante do encerramento da carreira de Gonzalo Higuaín, a GOAL te mostra os times, gols, títulos e tudo o que fez parte da excelente carreira do argentino.

  • Gonzalo Higuain Real Madrid

    Times

    Revelado nas categorias de base do River Plate, Pipita surgiu como uma das grandes joias do futebol argentino. Não à toa, de Buenos Aires, foi ao Real Madrid, onde atuou por sete temporadas.

    Depois, o centroavante, sempre deixando boas impressões e bolas nas redes, defendeu Napoli, Juventus, Milan e Chelsea, até retornar à Velha Senhora em breve passagem antes de chegar aos Estados Unidos, onde está até hoje no Inter Miami.

    Pela seleção argentina, Higuaín também teve uma carreira longeva. Foram três edições de Copa do Mundo (2010, 2014 e 2018) e Copa América (2011, 2015 e 2016).

  • Gonzalo Higuain Napoles

    Gols

    Higuaín se aposentou da seleção argentina em 2019. Ao todo, marcou 31 gols. Já na carreira, por enquanto, o atacante possui 364 gols, somando as marcas por clubes e pela seleção. Veja todos os números:

    Equipe

    Gols

    Partidas

    River Plate

    15

    42

    Real Madrid

    121

    265

    Napoli

    91

    146

    Juventus

    66

    149

    Milan

    8

    22

    Chelsea

    5

    18

    Inter Miami

    27

    67

    Argentina

    31

    75

    Total

    364

    784

  • Higuain Juventus Serie A

    Títulos

    A trajetória do argentino foi muito vitoriosa por clubes, com 17 taças no total. Mas pela seleção argentina, ele não conseguiu levantar nenhum troféu. Veja os títulos da carreira de Gonzalo Higuaín:

    Real Madrid

    Campeonato Espanhol: 2006–07, 2007–08 e 2011–12

    Copa do Rei da Espanha: 2010–11

    Supercopa da Espanha: 2008 e 2012

    Troféu Santiago Bernabéu: 2010, 2011 e 2012

    Napoli

    Copa da Itália: 2013–14

    Supercopa da Itália: 2014

    Juventus

    Campeonato Italiano: 2016–17 e 2017–18, 2019–20

    Copa da Itália: 2016–17 e 2017–18

    Chelsea

    Liga Europa: 2018–19

  • Gonzalo Higuain Argentina Germany World Cup final

    Pipoqueiro?

    Pela seleção argentina, Higuaín disputou as Copas do Mundo de 2010, 2014 e 2018. Ele, no entanto, ficou marcado pelos gols perdidos na final do Mundial de 2014 contra a Alemanha, e nas decisões da Copa América contra o Chile em 2015 e 2016.

    O centroavante tornou-se o quinto maior artilheiro de sua seleção nacional na história e teve sua primeira oportunidade em Copas do Mundo pelas mãos de Diego Armando Maradona, responsável por levá-lo após mostrar seu futebol em três temporadas no Real Madrid, em 2010, na África do Sul. Nessa trajetória, os gols em eliminatórias e Copas Américas faziam o nome de Higuaín cair nas graças do torcedor argentino.

    Perto de casa, a Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, reservava, porém, um dos momentos mais tensos da vida do atacante. Seu único gol naquela edição foi fundamental para a classificação do time comandado por Alejandro Sabella às semifinais. Com um tiro de peito de pé, de fora da área, em tento solitário contra a Bélgica, no Mané Garrincha, em Brasília.

    No entanto, oportunidade de gol não faltaria no jogo que mais o marcou em sua vida. Após a classificação nos pênaltis contra a Holanda, em São Paulo, a Argentina chegava à final diante da Alemanha dos 7 x 1 contra o Brasil. No Maracanã, com a camisa nove em tom azul-marinho e detalhes dourados, teve uma bola cara a cara com Manuel Neuer, após um recuo estranho de Toni Kroos e desperdiçou chutando mal, à esquerda do gol, com 20 minutos jogados.

    Naquela tarde, o gol de Mario Götze daria o tetracampeonato à Alemanha e manteria a Argentina na fila de espera por títulos. Seu principal centroavante em campo, substituído na prorrogação para a entrada de Rodrigo Palacio, nunca foi campeão com sua seleção. Para completar a sina de azar em finais, ainda perdeu gols inacreditáveis nas duas finais contra o Chile nas decisões da Copa América em 2015 (errando o um pênalti nas cobranças finais) e em 2016.