Título do Chelsea dá vaga na Champions ao Lyon, de Sylvinho

Comentários()
Getty
Pelo coeficiente da Uefa, o terceiro colocado da Ligue 1 já garante vaga na fase de grupos da próxima temporada

O Chelsea consagrou-se campeão da Europa League 2018/19 após o confronto contra o Arsenal, encerrado em 4 a 1, nesta quarta-feira (29).

Quer assistir jogos ao vivo e de onde quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

O resultado da final tirou as chances dos Gunners de ficarem com uma vaga nas fases de grupos da Champions League 2019/20, classificando o Lyon no lugar.

O clube francês acaba de nomear os brasileiros Sylvinho e Juninho pernambucano como treinador e diretor de futebol, respectivamente.

Mesmo sem estarem disputando a final sediada em Baku, os Leões conseguiram a vaga graças ao coeficiente de classificação utilizado pela Uefa. Trata-se de uma espécie de pontuação de acordo com a performance dos times nas competições da entidade - quanto mais longe um time vai, melhor esse número.

A pontuação dos times contribui na pontuação de seu país, e isso determina quantas vagas cada um terá direito tanto na Europa League quanto na Champions League.

Diferentemente de como ocorre na América do Sul, onde a vaga vai para outro clube do próprio país que conquistou o torneio, a Uefa determina que, caso um time que já tenha se classificado vença um de seus campeonatos (Champions e Europa League), o espaço é preenchido por um time do país mais bem qualificado em seu ranking de ligas.

Os quatro primeiros colocados (Espanha, Inglaterra, Itália e Alemanha) já estão com as suas vagas na fase de grupos preenchidas, com isso, o terceiro colocado do Campeonato Francês, que foi o Lyon, ganha a vaga no torneio mais disputado do futebol europeu.

É por isso que representantes de federações menos expressivas, como Áustria ou Bélgica, podem acabar conseguindo vagas diretas na fase de grupos: para 2019/20, por exemplo, já estão garantidos o Red Bull Salzburg, da Áustria e o Genk, da Bélgica.

Fechar