Notícias Placares ao vivo
Sport x Flamengo

Jorge Jesus é o nome preferido no Flamengo, mas retorno imediato é visto como difícil

19:11 BRT 01/12/2021
Jorge Jesus Flamengo Madureira treino 29 06 2019
Desejo por cumprir contrato com o Benfica e seleção brasileira são alguns empecilhos

Depois de curar a ressaca após a derrota para o Palmeiras na final da Copa Libertadores, a diretoria do Flamengo começa a mapear o mercado em busca de um treinador para 2022. Conforme trouxe a Goal, o time carioca tem alguns nomes na lista como Gallardo, Villas-Boas e Jorge Jesus, mas ainda não há avanço com ninguém.

Há um consenso de que qualquer coisa só vai avançar depois das eleições, que acontecem neste sábado (04), na sede do clube, no Rio de Janeiro. A reeleição de Landim está muito bem encaminhada, mas a ideia é, antes de tudo, oficializar a vitória no pleito.

Dentro da diretoria e com a própria torcida existe um nome preferido. Trata-se de Jorge Jesus. O português, que conquistou a Libertadores e o Brasileirão em 2019, teve seu nome gritado no Maracanã durante a vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, na última terça-feira (30) e não saí da cabeça dos rubro-negros.

O entendimento, no entanto, é que um retorno imediato é complicado. Jorge Jesus pretende terminar o contrato com o Benfica, que termina em junho de 2022 e só depois disso avaliar o próximo passo na carreira. Ele até se mostra interessado num retorno ao futebol brasileiro, mas neste momento, quer muito mais seguir disputando a Champions League.

O Benfica é o terceiro colocado no grupo E com cinco pontos. Na próxima e última rodada da fase de grupos, enfrenta o Dínamo de Kiev, enquanto o Barcelona, segundo colocado com sete pontos, encara o Bayern de Munique. Para garantir a classificação, JJ vai precisar secar o time de Xavi e fazer sua parte no estádio da Luz.

Ainda que não consiga garantir a classificação, um pedido de demissão de Jorge Jesus no Benfica é muito improvável. Fontes ligadas à Goal garantem que o português só deixa o clube se for mandado embora. O Flamengo, por sua vez, tem pressa.

A diretoria rubro-negra entende que não pode esperar até o meio do ano, uma vez que a temporada será expremida por conta da Copa do Mundo, que começa no final de novembro. Há muito em jogo já no primeiro semestre e se o português tiver o interesse em voltar, terá que fazer com o Benfica o que fez com o Flamengo em 2020, deixar o clube no meio da temporada.

Outra situação que os dirigentes do Flamengo precisarão avaliar é o desejo de Jorge Jesus em dirigir a seleção brasileira. O treinador não esconde que tem dois grandes objetivos hoje na carreira, disputar um Mundial de Clubes novamente e dirigir o Brasil.

A diretoria rubro-negra, no entanto, quer um treinador que fique pelo menos duas temporadas no clube e teme que Jesus deixe a equipe depois de seis meses para assumir a Canarinho.