PL Brasil: Xô, Championship! A acirrada briga contra o rebaixamento na Premier League

Comentários()
Swansea, Southampton, Brighton, Newcastle... a parte de baixo da tabela tem seus times em situações perigosas no Campeonato Inglês
Header PL Brasil

Por André Magalhães  - Premier League Brasil


O Manchester City pode ter uma boa vantagem na liderança, mas a disputa entre as seis primeiras colocações da Premier League ainda é acirrada. Os times do “big six” da Inglaterra - Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester United, Manchester City e Tottenham - ocupam o topo da liga, mirando terminar o campeonato entre os quatro melhores e garantir a classificação para a UEFA Champions League.

Enquanto esse seleto grupo ostenta os principais jogadores e o topo das posições do torneio, a maioria das equipes restantes está de olho em outra disputa, muito mais ingrata: escapar do rebaixamento para a EFL Championship - a segunda divisão inglesa. Com 16 rodadas restantes para o final do campeonato, ainda é difícil prever quais times vão se manter na elite ou não, e a tabela de classificação ajuda a tornar isso muito mais interessante.

Com o final da 24ª rodada, o primeiro time na zona de rebaixamento é o Southampton, com 22 pontos, seguido por West Brom e pelo lanterna Swansea, ambos com 20. A diferença de pontos entre o lanterna e o décimo colocado, Watford, é de apenas seis pontos. Ou seja: ao olhar a segunda metade da tabela da Premier League, todas as equipes estão correndo risco de rebaixamento.


Z-4 da Premier: Quem corre risco?


Jay Rodriguez West Brom Arsenal

Começando, por exemplo, pelo lanterna. O Swansea City dependeu muito de Gylfi Sigurdsson na última temporada: o islandês marcou 9 gols e deu 13 assistências na Premier League de 2016/2017. Ele foi vendido para o Everton, e a diretoria dos Swans precisou correr atrás de reforços: trouxe Renato Sanches, Sam Clucas, Roque Mesa e Wilfred Bony como principais nomes, e gastou mais de 50 milhões de euros em transferências.

O investimento não teve retorno e o time tem a pior defesa e o pior ataque da competição. Segundo o site Transfermarkt, foi o 13º maior investimento entre as equipes da Premier League, rendendo a última posição. E o 12º maior investimento? Foi do vice-lanterna West Bromwich.

O West Brom teve uma campanha decente na última temporada, com a décima colocação. Começaram bem a temporada atual, com duas vitórias em dois jogos. Mas logo o time decaiu e entrou em uma sequência de jogos sem vencer. Como consequência, o técnico Tony Pulis foi demitido depois de três anos no cargo. A equipe só voltou a vencer em janeiro, e agora continua com apenas três vitórias - menos que o Swansea.

Na sequência está o Southampton, a equipe que menos gastou com transferências para a temporada, com 22 pontos. O time perdeu seu destaque Virgin Van Dijk para o Liverpool, e é esperado que os Saints gastem com reforços nessa janela para batalhar pela permanência.

Anthony Knockaert Brighton 2018

Os Saints só entraram na zona de rebaixamento porque o Stoke City finalmente conseguiu vencer na última rodada e chegou à 17ª colocação. Na sequência da tabela estão as três equipes que foram promovidas da segunda divisão: Brighton & Hove Albion em 16º, Newcastle em 15º (ambos com 23 pontos) e o Huddersfield Town, com 24 pontos, em 14º.

Brighton e Huddersfield passam por momentos muito ruins no campeonato. O primeiro não vence há 5 jogos, e tem a chance de se recuperar em um confronto direto contra o Southampton na próxima rodada. Já o Huddersfield, que já venceu o Manchester United nessa Premier League, não conquista os três pontos há 6 rodadas.

Com 25 pontos cada estão Bournemouth e Crystal Palace. Nesse caso, chama atenção que os dois times possuem campanha igual: seis vitórias, sete empates e 11 derrotas.O Bournemouth fica acima apenas pelo critério de saldo de gols.

Fechando a lista dos times com o sinal de alerta ligado estão West Ham e Watford, ambos com 26 pontos. O Watford busca uma recuperação no campeonato após um bom início, e espera que o novo técnico Javi Garcia consiga deixar a equipe em uma situação mais confortável no torneio.


EPL: Qual a pontuação para escapar do rebaixamento?


Chelsea - Newcastle: Dwight GayleFotos: Getty

No Brasil, é muito comum ver discussões sobre qual a pontuação necessária para evitar o rebaixamento no campeonato brasileiro. Na Premier League não existe nenhum número mágico, mas é possível analisar um padrão nos últimos anos.

Consultando a tabela de classificação das últimas cinco edições do campeonato, a maior pontuação do primeiro time a escapar do rebaixamento foi do Watford, com 40 pontos na temporada 2016/2017. Por outro lado, o West Brom conseguiu a permanência na elite em 2013/2014 com 36 pontos. Nas outras temporadas, a pontuação do 17º colocado variou entre 38 e 39 pontos.

Ao estabelecer uma média aritmética, o resultado é de 38,4 pontos. Como isso não é possível de acontecer, 39 pontos podem ser considerados ideais para escapar do rebaixamento. Com mais 14 rodadas a serem disputadas, são 42 pontos em jogo que podem resolver (ou não) a temporada dos clubes.

Portanto, além da disputa pela classificação para a UEFA Champions League, vale a pena prestar atenção na competição para decidir quem estará na Premier League pela próxima temporada.

Fechar