Por que Real Madrid e Bayern não querem James Rodríguez?

Comentários()
Getty Images
Colombiano terminou passagem nos bávaros marcado por frustração com poucos minutos em campo e, nos Merengues, não está nos planos de Zidane

Não há dúvidas sobre a habilidade de James Rodríguez na frente do gol. O colombiano levou a Chuteira de Ouro por conta do gol marcado contra o Uruguai de Óscar Tabárez, que o colocou no mesmo nível de Diego Maradona, Lionel Messi e Luis Suárez.

Toda vez que James está com a bola nos pés, algo especial pode acontecer. Quando está em campo, é possível que o time no qual esteja marque mais gols. Esse foi o caso do Bayern de Munique na temporada 2018/19. Em 20 partidas da Bundesliga nas quais o meia atuou, a equipe foi às redes 53 vezes, equivalente a uma média de 2.7 gols por jogo. Nos 14 jogos sem ele, foram 14 bolas nas redes adversárias. Está óbvio que, com ele em campo, a garantia de gol é quase certa.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

Mas, se quiser vencer, é melhor que ele fique no banco de reservas. O Bayern levou 1.1 gol por jogo quando ele estava no gramado, contra 0.8 quando ele não entrava em campo e, em relação ao percentual de vitórias, os bávaros conseguiram conquistar 70% dos pontos com ele, contra 71.4% sem ele. É de conhecimento geral que o camisa 11 é um jogador muito bom ofensivamente mas, assim como muitos jogadores que foram agraciados com o dom da técnica, ele precisa se sentir bem em um time. O técnico Niko Kovac deixou as diferenças de lado e começou a escalar o canhoto ao longo da segunda parte da temporada, mas o deixou de fora da partida mais importante do ano, o 5 a 0 contra o Borussia Dortmund, que valeu pela disputa direta do título do Campeonato Alemão.

Rodríguez tem sido considerado egoísta por muitos em Munique e isso se deve ao fato da não ativação da cláusula de compra de 42 milhões de euros (cerca de R$ 183 milhões) estipulada em seu contrato de empréstimo com o Real Madrid. Kovac traça o planejamento da próxima temporada sem ele e a relação entre os dois ficou ruim depois do colombiano discutir e dizer que "isso não é Frankfurt" ao croata.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E agora, qual será o destino de James Rodríguez? ✈️🤔

Uma publicação compartilhada por Goal Brasil (@goalbrasil) em

Lenda do clube, Lothar Matthäus bancou Kovac ao longo da temporada, principalmente após a queda na Champions League. A aposta foi válida após o clube conquistar a liga e a copa. A insatisfação com a atitude e arrogância de James foi alvo de críticas.

"Há muitos jogadores egoístas, que pensam apenas em si mesmos. James e Lewandowski, por exemplo, se colocam acima do clube; Robben e Ribéry também. Um reclama que não joga o suficiente, outro fala que não recebe muitas bolas e o outro se queixa quando é substituído ou vai chorar para os jornalistas. Alguns jogadores importantes são egoístas e desrespeitosos com o técnico, equipe e companheiros", revelou em entrevista ao Blick.

Rodríguez também parece não ter espaço no Real Madrid. A relação com Zinedine Zidane não é das melhores, apesar de o francês negar repetidamente a situação.

A falta de minutos em campo resultou na mudança de ares para a Alemanha, mas nenhum dois dois times teria vaga para ele. Ir para outra equipe parece a saída mais viável.

Uma opção seria ir para o Napoli, na Serie A. Voltar a jogar por Carlo Ancelotti, admirador escancarado de seu futebol, é a possibilidade mais plausível no momento.

James Rodriguez Real Madrid

No entanto, ele se encontra atualmente em uma espécie de limbo, pois não há propostas oficiais para o jogador.

As pessoas que o amam podem estar em Madri mas, certamente, um dos que não gostam é Zidane. Em Munique, Kovac tem a exigência da diretoria de fazer a equipe praticar um jogo vistoso e divertido, mas também não há espaço para ele.

Muitas equipes estariam interessadas em James, porém o posicionamento de Real e Bayern perante o caso faz com que haja um "aviso de não compra" estampado no meia.

Fechar