Lucas chora por derrota, mas celebra temporada pelo Tottenham

Comentários()
Getty Images
Atacante revela que não sabia que iria começar o jogo entre os reservas

As lágrimas de emoção pelos gols marcados na semifinal, deram lugar ao choro de tristeza de Lucas Moura, após a derrota do Tottenham para o Liverpool por 2 a 0, em Madri, neste sábado, na grande decisão da Champions League.

Cotado para iniciar entre os titulares, Lucas acabou iniciando a partida entre os reservas, após o técnico Mauricio Pochettino optar pela escalação de Harry Kane.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste grátis o serviço por um mês!

Do banco, o atacante brasileiro viu o Liverpool abrir o placar logo no primeiro minuto da etapa inicial e não escondeu sua apreensão.

Na etapa complementar, Lucas entrou no lugar de Winks na marca dos 21 minutos e teve uma chance para tentar empatar a partida, mas parou na defesa de Alisson. Em campo, o brasileiro viu ainda Origi marcar e decretar o título para o Liverpool.

E após o apito final, o atacante não conteve as lágrimas de tristeza com a derrota em sua primeira decisão de Champions League. Lucas foi até o local onde seus familiares e amigos estavam acompanhando o jogo e foi consolado.

Lucas Moura Tottenham Liverpool Champions League 01 06 2019
(Foto: Getty Images)

Já de cabeça "mais fria" na zona mista, o atacante revelou que não sabia que iniciaria a partida no banco. “Não conversou, não teve essa conversa, mas estava preparado para qualquer situação, o jogador tem que estar preparado. É claro que queria começar jogando, mas o treinador tem que escolher 11, e eu tenho que respeitar a decisão dele. Procurei ficar concentrado, me preparar bem quando entrei, tentei dar o meu melhor, tentei criar alguma coisa, mas infelizmente não deu. Acho que a gente sai de cabeça erguida, tem que sair de cabeça erguida, a temporada que fizemos foi muito boa”, disse em entrevista à ESPN.

O jogador analisou a partida em Madrid: “Jogo muito equilibrado, de muita intensidade, duas grandes equipes procurando muito o gol, o título”, afirmou. “O gol no comecinho foi um baque grande para a gente, mas nos comportamos muito bem, conseguimos dominar boa parte do jogo, mas não fomos eficientes, não aproveitamos as oportunidades que tivemos, o Liverpool foi mais letal e merecidamente saiu com a vitória”.

Apesar do revés na final, o brasileiro analisou como positivo o seu ano pelos Spurs. “Foi uma temporada muito positiva, pessoalmente falando. Evoluí bastante, me adaptei muito bem ao estilo de jogo do Pochettino, da Premier League, consegui ser importante, fazer gols importantes, fico feliz pela evolução que tive, e pela equipe, que não fez contratações nas duas últimas janelas. Conseguimos ficar entre os quatro primeiros na Premier League, chegar na final da Champions, que é a competição mais difícil do planeta. Tem que sair de cabeça erguida, acho que o Tottenham sobe de patamar, sobe um degrau, e fico feliz de fazer parte de tudo isso”, afirmou.

Apegado a fé, o brasileiro postou uma mensagem em sua conta no Instagram: "Senhor, nada muda!".

Mais artigos abaixo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Senhor, nada muda! #ucl #proud #nothingchanges #ILOVEYOUJESUS

Uma publicação compartilhada por Lucas Moura (@lucasmoura7) em

Fechar