Idolatrado no Flamengo, Jorge Jesus quase acertou com o Atlético-MG

Comentários()
Getty
O português, inclusive, acompanhou a vitória do Galo sobre o Fla e fez elogios aos torcedores alvinegros

O encontro entre Flamengo e Atlético-MG, nesta quinta-feira (10), pela 24ª rodada do Brasileirão, ajuda a mostrar o quanto a vida do Rubro-Negro mudou desde a chegada de Jorge Jesus. Pois foi justamente em um duelo entre os rivais que o treinador português apareceu, pela primeira vez in loco, para acompanhar publicamente uma partida do nosso campeonato. E naquele duelo válido ainda pelo primeiro turno, JJ estava na Arena Independência em meio a negociações... com o Atlético!

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Na noite de 18 de maio, Jesus negou que estivesse negociando com o Galo, mas chegou até a visitar as instalações do CT e após a vitória por 2 a 1 fez grandes elogios à torcida atleticana: “Os torcedores do Atlético, que são uma coisa impressionante”, disse ao ser perguntado sobre o que mais lhe chamou atenção.

Jorge Jesus foi citado pela primeira vez como opção para o mercado brasileiro pelo Vasco, mas pouco depois o Atlético entrou na briga, enquanto buscava um sucessor para Levir Culpi. As negociações não avançaram na época porque o empresário do português, o israelense Pini Zahavi, havia lhe prometido um trabalho em alguma das principais ligas da Europa – segundo apurado na época pela Goal.

Mais artigos abaixo

O Flamengo entrou na jogada depois que o então técnico Abel Braga pediu, também no fim de maio, demissão. As negociações do Rubro-Negro com Jorge Jesus não demoraram a acontecer, e seu anúncio como comandante do Fla aconteceu no início de junho, inclusive com polêmicas dizendo que as tratativas teriam se iniciado quando Abel ainda estava no cargo – o que fez Paulo César Carpegiani, histórico treinador e ídolo do clube, criticar a postura ética do luso.

De qualquer forma, em campo, de lá para cá muita coisa mudou para o Flamengo, que agora reencontra o Galo em Lua de Mel com o seu treinador, líder do Brasileirão e confiante de que os tempos de glória voltaram.

Fechar