Alvo do Vasco, Giovinco foi de prodígio na Itália a rival do Fla no Mundial

Última atualização

O atacante Sebastian Giovinco é o novo alvo do Vasco para a temporada 2020. Ligado ao Al Hilal, o atleta italiano foi procurado pelo clube carioca, de acordo com informações do jornal Gazzetta Dello Sport, e se mostrou aberto à possibilidade de atuar no Brasil.

Ainda à espera de avanços, que dependem de acertos econômicos e do controle da pandemia do Covid-19, que paralisou o futebol mundial, o atleta volta aos holofotes brasileiros apenas quatro meses depois de encarar justamente o maior rival vascaíno.

Prodígio do futebol italiano no meio da década passada, Giovinco era uma das estrelas do Al-Hilal, equipe que encarou o Flamengo na semifinal do Mundial de Clubes de 2019. Apesar da vitória por 3 a 1, os rubro-negros não tiveram vida fácil e chegaram a ir para o intervalo em desvantagem no placar.

Figura rara no mundo, já que europeus dificilmente passam o seu auge físico atuando em outros centros, Giovinco dá, na Arábia Saudita, sequência a uma aventura que se iniciou quatro anos atrás.

Foto: Getty Images

Cansado de ser emprestado pela Juventus, clube em que cresceu como atleta e no qual chegou a ser visto como o substituto de Del Piero, Giovinco resolveu tentar a sua sorte no Toronto FC, da Major League Soccer, no começo de 2015. Por incrível que pareça, lá viu sua carreira decolar.

Grande estrela da companhia, foi artilheiro do campeonato local no primeiro ano e chegou a ser chamado pela seleção italiana em 2015. Sua ausência foi criticada pelos torcedores durante a campanha nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, aliás, com a Azzurra sofrendo para conseguir bons resultados.

Giampiero Ventura, porém, considerava que as dezenas de gols marcados nada valiam pelo fato de a competição estar muito abaixo do nível europeu. No fim, a Itália ficou fora do Mundial da Rússia e Giovinco só voltou à lista em outubro, quando Roberto Mancini assumiu o cargo.

Possível sequência a uma legião de estrangeiros, hoje liderada por Fredy Guarín e Germán Cano, Giovinco tem contrato até dezembro de 2022 com o Hilal. Aos 33 anos, ainda pode render bastante para o Gigante da Colina.