Desgaste físico e desfalque de Son: Tottenham vive drama na Champions e Premier League

Comentários()
Getty Images
Os Spurs poderiam garantir vaga na próxima edição da competição europeia neste sábado (04), mas tudo o que podia dar errado aconteceu

Aquela que para muitos poderia ser a melhor temporada na história do Tottenham, que inaugurou o seu novo estádio e chegou à semifinal da Champions League, ganhou um toque de drama que preocupa os torcedores neste final de temporada. Neste sábado (04), os Spurs foram derrotados por 1 a 0 pelo Bournemouth e o cenário para os próximos jogos não poderia ser mais tenso.

Os londrinos entraram em campo precisando de apenas uma vitória para garantirem matematicamente vaga na próxima edição da Champions League, o principal objetivo dos Spurs. Seria a chance de chegar mais tranquilos em Amsterdã, quarta-feira (08), para a difícil missão de reverter a derrota por 1 a 0 contra o Ajax e carimbar vaga na decisão do máximo torneio europeu de clubes. No final das contas, tudo o que poderia dar errado aconteceu nos gramados do Vitality Stadium.

Heung-Min Son, que na ausência de Harry Kane tornou-se a principal referência técnica do Tottenham, foi expulso no final do primeiro tempo depois de ter empurrado o meio-campista Jefferson Lerma na frente do juiz, após ter sofrido uma dura entrada do adversário. Para piorar, no início da segunda etapa os Spurs tiveram outro jogador expulso: Foyd, que entrara havia pouco tempo. Ou seja: o elenco que já está reduzido pelas lesões e por não ter se reforçado nas janelas de transferências, precisou correr em campo com dois homens a menos.

Além da derrota sofrida nos minutos finais, com gol de Nathan Aké, é possível imaginar que a equipe treinada por Mauricio Pochettino vai chegar à Holanda mais desgastada do que o normal para enfrentar o Ajax. Mas os problemas não acabam por aí: na última rodada da Premier League, os Spurs receberão o Everton e provavelmente precisarão jogar pela vitória... e sem Heung-Min Son. Apesar do cenário difícil que se avizinha, o técnico argentino mantém a calma.

“Não vai nos afetar, precisamos estar prontos para quarta-feira.  Nós estamos em terceiro, estamos brigando entre os quatro primeiros e estamos nas semifinais da Champions League. Se você olhasse para o primeiro jogo da temporada, estaríamos feliz de estarmos hoje na posição em que estamos”, disse Pochettino para a BT Sports.

Fechar