Como Bernardo Silva, reforço do City, fez o seu nome no Monaco?

Comentários()
Getty Images
O jovem meia de 22 anos assinou com o clube inglês, a pedido do técnico Pep Guardiola

Bernardo Silva pode ter tido dificuldades quando chegou em Monaco, vindo do Benfica, mas haverá poucas transferências neste verão (europeu), que irá coincidir com a explosividade de sua ida para o Manchester City. por £ 43 milhões de libras (aproxidamente R$ 180 milhões).

Sua ascensão ao longo dos últimos 12 meses tem sido impressionante, tanto que o técnico Pep Guardiola, pediu á direção dos Ciizens sua contratação. Não é coincidência a campanha vitoriosa do time do Principado com o meia como um dos destaques.


VEJA TAMBÉM:


Seu colega de equipe, o braisleiro Fabinho, confessou em fevereiro deste ano: "Ele é talvez o jogador mais importante da equipe".

Com o protagonismo de Radamel Falcao e Kylian Mbappe, sua contribuição poderia ser facilmente negligenciada; Afinal, ele não é um jogador com números impressionantes. Mas aos 22 anos, o atleta é um orquestrador, normalmente comparado a David Silva devido à sua estatura, sua astúcia e seu talento com o pé esquerdo.

"Quando cheguei aqui em 2014, eu não sabia que ia ser assim", admitiu ele após a vitória do Monaco por 4 a 0 sobre o Lille, que garantiu o primeiro título do clube na Ligue 1 em quase duas décadas .

Na verdade, ele chegou como um desconhecido na França, seguindo o treinador Leonardo Jardim. Apesar de ter jogado apenas um jogo pelo time principal do Benfica, depois de subir da equipe B, o comandante que o levou junto com ele, ficou suficientemente impressionado com a joia.

Bernardo Silva Monaco(Foto: Getty Images)

Sua primeira temporada, foi modesta, mas no final da campanha, seu potencial tornou-se evidente quando marcou seis vezes nos últimos oito jogos para terminar a Ligue 1 com nove gols - o número mais alto que conseguiu em sua curta carreira.

Na temporada seguinte, uma lesão, e então, vieram os meses vitoriosos seguintes. Silva admite que deve muito a Jardim, mas também queria enfatizar que o senso de coletivo foi vital no Monaco nesta temporada - algo que ele observa e exalta em seu estilo de jogo.

HD Bernardo Silva Monaco(Foto: Getty Images)

"Pessoalmente, o Jardim me deu muito", afirmou o meia no início deste mês. "Ele trabalha bem com jovens jogadores e lhes dá muitas oportunidades", continuou ele.

"Na minha cabeça, eu me sinto diferente. Eu melhorei desde que cheguei aqui", analisou ele.

No Benfica, time do seu coração - prova disso é sua tatuagem no braço - foi apontoado como "claramente o jogador mais talentoso de sua geração", pela treinadora Helena Costa. Agora, em um dos maiores clubes do mundo, na mão de Pep Guardiola, ele finalmente terá o público que sua arte merece.

Fechar