Notícias Placares ao vivo
Luo Guofu

Aloísio é convocado pela seleção chinesa: quem pode ser o próximo brasileiro na lista?

18:13 BRT 29/04/2020
Aloisio - Meizhou Meixian Techand - 16/01/2018
A convocação do Boi Bandido, ex-São Paulo, faz parte de um projeto da China, que conta ainda com Ricardo Goulart e outros

Visando a Copa do Mundo de 2022, a China está com um projeto para fortalecer a seleção nacional e, para isso, a naturalização de jogadores estrangeiros começou a ser executada, com brasileiros na lista.

Nesta quarta-feira (29), Aloisio - agora com o nome de Luo Guofu -, ex-São Paulo, que está há mais de seis anos atuando no China, se tornou o terceiro estrangeiro a ser convocado para defender a seleção nacional. Além dele o inglês Nico Yennaris e o brasileiro Elkeson também já foram integrados.

Aloisio, como parte da mudança da nacionalidade, precisou deixar o seu nome ocidental de lado para adotar um que fosse de acordo com o idioma chinês, tendo escolhido Luo Guofu. Essa é uma das condições para o processo.

Além do novo "batismo", é necessário que a sua cidadania original, no caso brasileiro, seja abandonada, já que a lei chinesa não permite dupla nacionalidade para qualquer pessoa. 

Dessa forma, é necessário que seja feito um pedido ao Itamaraty, no momento em que a renúncia à nacionalidade for deferida, a pessoa passa a ser apátrida e, só depois disso, pode entrar com o pedido para ser cidadão chinês. Caso em algum momento queiram novamente a nacionalidade brasileira, o processo inverso deve ser feito. 

Fora isso, ainda é necessário que a pessoa tenha uma residência fixa na China e não podem ter jogado jogos oficiais pela seleção principal de seu país.

No projeto para a Copa de 2022, além de Aloisio (Luo Guofu) e Elkeson (Ai Kesen), outros três jogadores estão no radar da seleção chinesa:

Ricardo Goulart

Foto: Getty

O jogador do Guangzhou Evergrande, ao lado de Aloisio, chegou a ter passagem pela seleção brasileira, em 2014, o que o impediria de jogar pela China, no entanto, o único jogou do qual participou foi um amistoso, que não é impeditivo. 

Goulart já está com o processo de naturalização concluído, mas espera a liberação da Fifa para poder ser convocado.

Alan

Depois de jogar em times como o Fluminense e o RB Salzburg, o atacante chegou ao futebol chinês em 2015, também para o Guangzhou Evergrande, e agora está emprestado Beijing Sinobo Guoan.

Fernandinho

Também do Guangzhou Evergrande, o atacante é outro que está na mira da seleção chinesa. Ele jogou no Flamengo e, na temporada de 2019, esteve emprestado ao Hebei Fortune. 

Além destes, outros brasileiros que atuam na Superliga Chinesa estão elegíveis a mudança de nacionalidade. 

  • Anderson Talisca (Guangzhou Evergrande)
  • Alex Teixeira (Jiangsu Suning)
  • Roger Guedes (Shandong Luneng)
  • Léo Baptistão (Wuhan Zall)
  • Rafael Silva (Wuhan Zall)
  • Henrique Dourado (Henan Construction)
  • Paulinho (Hebei Fortune)
  • Moisés (Shandong Luneng)
  • Alan Kardec (Chongqing Lifan)
  • Johnathan (Tianjin Teda)
  • Fernando Karanga (Henan Construction)
  • Marcelo Cirino (Chongqing Lifan)
  • Ricardo Lopes (Shanghai SIPG)
  • Marcão (Hebei Fortune)
  • Rômulo (Shijiazhuang Ever Bright)
  • Renatinho (Guangzhou R&F)
  • Muriqui (Shijiazhuang Ever Bright)
  • Marcinho (Chongqing Lifan
  • Fernandinho (Chongqing Lifan)
  • Ivo (Henan Construction)
  • Leonardo (Tianjin Tinhai)
  • Cléo (Qingdao Huanghai)
  • Matheus (Shijiazhuang Ever Bright)