Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Presidente da Chapecoense lembra de luto antes de WO contra Atlético-MG

18:35 BRT 24/06/2017
Fans Chapecó luto mourns Chapecoense tragedy Arena Conda 29112016
Plínio de Nês Filho acredita que é preciso superar isso, pois o time catarinense precisa dar uma resposta em campo

Em 2016, poucos dias antes do duelo entre Chapecoense e Atlético-MG, aconteceu a maior tragédia da história do futebol brasileiro. Praticamente toda delegação do time catarinense morreu em um acidente aéreo na Colômbia. Isso gerou grande luto e WO duplo naquela partida do Campeonato Brasileiro. Quase sete meses depois, as equipes vão se enfrentar na competição, neste domingo (25).

Atual presidente da Chapecoense, Plínio de Nês Filho, lembra daquele momento: "nós não tínhamos absolutamente nenhuma condição de realizar a partida. Era uma comoção muito grande pelo acidente, não fazia sentido acontecer o jogo com o Atlético-MG", afirmou, elogiando o Galo por também ter desistido da partida.

Na época o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, queria transformar o jogo em uma grande festa, com jogadores sub-23 da Chapecoense em campo. Plínio entende que não era possível: "não tínhamos condições de entrar em campo nem com Sub-23, era uma dor muito forte ainda aqui em Chapecó".

Mas aos poucos a Chapecoense tem superado esse luto, de acordo com o presidente. "Amanhã (25) é um jogo diferente. Nós precisamos dar uma resposta em campo no Brasileiro, e o Atlético também. Agora a história é outra".

Nenhum dos times está em boa fase no Brasileirão. A Chapecoense é a 10ª colocada e vem de duas derrotas consecutivas. O Atlético-MG está na beira da zona de rebaixamento, em 16º.