Por que o gramado da Arena do Grêmio tem sido alvo de tantas críticas na Copa América?

Comentários()
Jeferson Guareze
Chuvas, sombra e calor atípico para o inverno são justificativas dos responsáveis pelo campo para a grama de má qualidade

O gramado da Arena do Grêmio se tornou um dos protagonistas desta Copa América 2019. Criticado por Luís Suárez e Lionel Messi, todos estão se perguntando a razão para o campo estar em condições tão ruins.

"É muito difícil jogar, sempre necessita de algo para parar a bola", disse o craque Argentino após a vitória sobre o Catar. Uma semana antes seu companheiro uruguaio também havia dito que os estádios do torneio não estavam em bom estado, destacando a arena gaúcha.

QUER VER JOGOS AO VIVO OU QUANDO QUISER? ACESSE O DAZN E TESTE O SERVIÇO POR UM MÊS GRÁTIS!

O Brasil vai jogar a partida de quartas de final contra o Paraguai no estádio gremista e Tite marcou uma visita ao estádio para verificar o gramado nesta terça. Segundo reportou o UOL, o treinador brasileiro não gostou do que viu.

As críticas não são novas: o próprio técnico Renato Gaúcho, do Grêmio, diz há alguns meses que o gramado do estádio não estava em bom estado.

"Quando eu gritava, era o Renato que estava gritando sozinho. Agora é o Brasil todo. O Brasil vai jogar ali e o gramado não se encontra, infelizmente, nas melhores condições", desabafou. "O Brasil joga, vai embora e depois quem joga é o Grêmio. Jogos decisivos, Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro, com a grama ruim. Já gritei o suficiente, já não é mais problema meu."

Lionel Messi Argentina Qatar Copa America 23062019

EM DEFESA DO GRAMADO

A organização da Copa América e a Conmebol rebateram as críticas em uma entrevista coletiva nesta terça (25).

"A cobertura de grama é ideal, tecnicamente falando. A gente considera os gramados adequados para os jogos do torneio. O torneio tem jogos em período curto de tempo", disse Thiago Jannuzzi, Gerente Geral do Comitê Organizador Local (COL). Depois, porém, ele admitiu que os gramados da Copa América em geral não estão bons mas que receberão "tratamento especial" antes dos jogos de mata-mata.

"Vamos trabalhar nos gramados dia a dia, quer dizer, hora a hora, para trazer melhores condições para as seleções", afirmou.

Em nota, a Arena do Grêmio disse que o gramado não conseguiu se recuperar a tempo da Copa América devido ao clima em Porto Alegre.

Os responsáveis dizem que a Ryegrass, tipo de grama usado no inverno no estádio, se desenvolve melhor em clima frio. A capital gaúcha, porém, teve o mês de maio mais quente desde 2012 e ainda foi o mais chuvoso da cidade nos últimos 35 anos, o que também atrapalhou a recuperação. O COL ainda afirmou que a Arena do Grêmio "é o estádio com maior incidência de sombra no campo de jogo no Brasil" e que a falta de sol também não ajuda no processo.

Mais artigos abaixo

A nota da Arena do Grêmio também culpa o uso contínuo do estádio na Copa América: sete eventos (três partidas, um treino de reconhecimento e três treinos de aquecimento no pré-jogo) entre 14 e 23 de Junho.

Vale lembrar que diversos times utilizaram o Beira-Rio, estádio do Internacional, para seus treinos.

O Grêmio jogou pela última vez em casa no dia 29 de Maio pela Copa do Brasil e o estádio ficou 16 dias sem atividades apenas para a recuperação do estádio.
 

Fechar