Clubes se mobilizam para adiar rodada após STJD manter liminar do Flamengo

Última atualização
Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

Os clubes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro se mobilizam pelo adiamento da 21ª rodada depois de o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) negar o pedido para derrubar a liminar que autoriza o Flamengo a mandar seus jogos com a presença de público em meio à pandemia do novo coronavírus. A informação foi inicialmente divulgada pelo portal Uol e confirmada pela Goal.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O Rubro-Negro carioca se prepara para receber o Grêmio, domingo (19), no Maracanã, com a presença de torcedores. Outros clubes trabalham com a hipótese de adiamento da rodada sob o pretexto de que o fato foi definido em Conselho Técnico do Brasileirão, ainda no início deste mês. Há ainda o argumento de que existirá desequilíbrio na competição.

Em texto divulgado pela CBF, os integrantes da Série A do Brasileirão informaram que acionariam o STJD a fim de derrubar a liminar do Flamengo. Entretanto, diante da recusa vinda do órgão, há a possibilidade de adiamento da rodada.

A discussão ainda é incipiente, mas é levantada por boa parte dos clubes, insatisfeita com a permissão de o Flamengo em ter público em seus jogos como mandante na Série A do Brasileirão. O Atlético-MG possui liminar semelhante à do Fla, mas não pretende utilizá-la na competição sem que haja permissão para todos os outros participantes.

A decisão de adiar a partida é válida apenas para o Campeonato Brasileiro. Jogos da Copa do Brasil não sofrerão mudanças pelo fato de não estarem inclusos no Conselho Técnico, de acordo com a apuração da reportagem.

Posição do Flamengo

O Flamengo não se manifesta sobre o assunto sob a justificativa de que não trabalha com hipóteses. Internamente, o clube entende que este é um problema da CBF com o seu calendário e as suas entregas comerciais a parceiros na competição.