Notícias Placares ao vivo
Copa do Mundo

A geração uruguaia que busca revanche contra a França

13:00 BRT 05/07/2018
Diego Laxalt Uruguay
Equipe Celeste perdeu a final do Mundial sub-20 de 2013 para a França e vários jogadores daquela final estarão em campo nesta sexta-feira

Istambul 13 de julho de 2013. Uruguai e França se cruzavam na final da Copa do Mundo Sub-20 e os Bleus levavam a melhor se consagrando nas penalidades, depois do empata sem gols no tempo regulamentar.  

Das três penalidades cobradas pelo time celeste, apenas uma morreu no fundo das redes. Do outro lado, quatro penalidades cobradas pelo time francês e todas balançaram as redes.  

O primeiro a bater a penalidade pelo lado francês foi Paul Pogba, hoje um dos nomes de destaque da seleção principal e do futebol mundial. Naquela geração, o meia do Manchester United era a estrela e o capitão do time. Mas além do meia, naquela equipe havia vários jogadores que hoje também estão vestindo as cores da seleção principal. 

Foto: Getty

Alphonse Areola foi o goleiro daquela seleção. O carrasco de Emiliano Velázquez e Giorgian de Arrascaeta, pegando os pênaltis cobrados por ambos, é hoje um dos suplentes de Hugo Lloris na equipe que alcançou as quartas de final na Rússia

Florian Thauvin era outro entre os titulares da final e hoje é reserva na seleção principal, podendo vir a enfrentar alguns dos jogadores que ficaram com o vice-campeonato na Turquia

Foto: Getty

Samuel Umtiti, atual zagueiro do Barcelona, era mais um que integrava aquela equipe e subiu para a seleção principal, mas naquela ocasião não enfrentou a Celeste por ter sido expulso na semifinal contra Gana

Pelo lado Celeste alguns jogadores daquela geração estão prontos para se vingar na sexta-feira. Gastón Silva, hoje reserva, foi o capitão daquela geração. 

Laxalt que acabou ganhando a titularidade ao longa da Copa da Rússia jogou 71 minutos daquela partida. O jogador do Genos foi substituído durant eo jogo para a entrada de Giorgian de Arrascaeta, mas um que está no elenco da seleção de Tabárez. 

Foto: Getty

O meia do Cruzeiro, que também usava a camisa "10", entrou no segundo tempo e teve a infelicidade de errar uma das penalidades na decisão. Guillermo Varela foi outro dos que participaram dessa dolorosa partida contra a França, entrando restando apenas seis minutos para o fim do jogo. 

Entre todos os atletas uruguaios em campo, o jogador que mais se destacou anos depois foi José María Giménez. O defensor do Atlético de Madrid fez dupla de zaga com Emiliano Velázquez e se destacou durante toda a competição, começando a atrair a atenção de vários clubes. 

Foto: Getty

O jogo desta sexta-feira terá um gosto especial para vários jogadores. Atletas que fizeram parte de uma geração que quer uma revanche e avançar para as semifinais de uma Copa do Mundo