Por que o começo de Sánchez não deve preocupar o Man Utd

Comentários()
Getty Images
Apesar das críticas por seu desempenho no Old Trafford Stadium, o chileno está acostumado a se apresentar em seu melhor nível na Premier League

Alexis Sánchez tem um começo bem complicado no Manchester United. Contratado como protagonista na última janela de transferências, ele esteve 10 partidas e marcou apenas um gol.

"Alexis Sánchez é uma perda de tempo e o contrato mais caro da Premier League". Esta opinião se tornou quase um consenso e tem se espalhado como pólvora.

O chileno é um alvo fácil. O Man United paga quase 450 mil libras por semana de salários e ficou bastante empolgado com a chance de se tornar um incômodo para o vizinho Manchester City.

Os Citizens por pouco não contrataram o chileno. A negativa do Arsenal impediu o acordo em julho de 2017. Agora no rival United, o atacante chegou como um dos melhores do planeta.

Apesar disso, lendas do clube como Roy Kean e Gary Neville criticaram severamente Alexis Sánchez. Enquanto o irlandês declarou que "tem que fazer mais", o ex-defensor o vê como "decepcionante desde que chegou". 

Paul Ince foi além e não poupou críticas ao investimento de José Mourinho: "Sánchez segue tratando de fazer coisas e fazer que as coisas aconteçam. Porém, quanto mais o faz? Pior se põe o time. Aposto que, provavelmente, ele desejou ter esperado até o final da temporada e ter ido a outro time. É evidente, ao ver o United desde que ele chegou, que não se ajusta à forma que Mourinho joga o futebol. Poderia vê-lo encaixar melhor no Manchester City".

Todos os comentários anteriores são válidos em relação ao presente de Alexis Sánchez. Porém, este é o problema. Todos são indicativos do pensamento em curto prazo e que toma conta do futebol modernos.

Os dirigentes falam sobre fazer negócios desde o princípio do verão e lamentam a natureza do mercado invernal por uma razão: querem atrair jogadores e ter tempo para trabalhar com eles antes de levá-los aos clubes.

Alexis não teve esse luxo no Old Trafford. Teve que modificar seu jogo para cumprir os pedidos de José Mourinho. Não tem a mesma liberdade que tinha no Arsenal de Arsene Wenger.

Mais artigos abaixo

No entanto, não é só isso. A história diz que Alexis Sánchez pode começar lento. Porém, também que vai melhorar se tiver tempo e paciência necessários para se adaptar ao novo entorno.

É possível argumentar que alguém a quem se pague cerca de 500 mil libras por semana não deveria requerir um período de ajuste. Porém, essa não é a forma em que realmente funciona. No Barcelona, Alexis fez apenas um gol em seus nove primeiros jogos, dando uma assistências e criando quatro oportunidades claras de gol.

Ao chegar ao Arsenal, não encontrou o gol até a sua quinta partida e só conseguiu três bolas na rede e uma assistência nos primeiros meses de sua estadia no norte de Londres. 

Próximo artigo:
Lesionado em seu melhor momento, Dembelé 'obriga' reação de Coutinho no Barcelona
Próximo artigo:
Futebol na TV: confira a programação de terça-feira, 22 de janeiro
Próximo artigo:
O valor de Lionel Messi: quanto ganha e qual o patrimônio do argentino
Próximo artigo:
Real Madrid: o histórico contra todos os adversários em La Liga
Próximo artigo:
Quais times se classificaram para as oitavas da Champions League 2018/19?
Fechar