Marcelo diz que eliminação para a Bélgica dói igual ao 7 a 1

Comentários()
BENJAMIN CREMEL/AFP/Getty Images
Equipe brasileira sofreu o revés por 2 a 1 e foi eliminada da Copa do Mundo da Rússia nas quartas de final

banner Copa 2018

A derrota por 2 a 1 para a Bélgica, que eliminou a Seleção Brasileira nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, foi um duro golpe para os jogadores que acreditavam ser possível chegar mais longe no Mundial.

Marcelo, por exemplo, que esteve em campo no fatídico 7 a 1 para a Alemanha, na Copa do Mundo do Brasil, disse que a eliminação dói igual a derrota sofrida em 2014.

"Na minha opinião, dói igual. Noite horrível, ser eliminado não tem explicação". 

Coutois | Bélgica | 2018
(Foto: Getty Images)

O lateral, no entanto, acredita que não faltou equilíbrio mental, lamentou as chances perdidas mas afirmo que os belgas foram melhores no começo.

"Não. Isso faltou no início(força mental), em bobeiras que a gente deu. No final a gente conseguiu criar jogadas, chutar para gol. Isso cansado, tendo que marcar, pegar a bola lá atrás e tocar até o gol adversário. Não conseguimos o gol, mas tentamos".

"Acredito que eles foram melhores no início, nos 15 primeiros minutos. Mas depois tivemos ocasiões de gol ainda no primeiro tempo, poderia ter sido diferente. No segundo tempo a gente comandou o jogo, tivemos várias ocasiões, goleiro salvou, bola bateu no zagueiro. Mas futebol é isso, quem faz mais gol ganha". 

Marcelo foi desfalque no jogo contra o México, pelas oitavas de final, e voltou ao time titular diante da Bélgica, o jogador não conseguiu parar De Bruyne no segundo gol, que achou um chute feliz e surpreendeu Alisson. 

Fechar