Exclusivo: Coutinho avalia os seus cinco anos no Liverpool

Comentários()
O brasileiro desenvolveu-se enormemente como jogador desde que se juntou ao clube inglês em 2013, mas diz que o seu objetivo ainda não foi concluído

"Eu cresci imensamente desde que eu estive aqui. Não só como jogador, mas também como pessoa ".

Os cachos indomáveis ​​foram substituídos por um envelhecimento da pele, com braços tatuados em homenagem aos seus pais, dois irmãos, sua esposa Aine e filha Maria. Suas roupas da Hollister foram descartadas e deram lugar ao GQ que enchem seu guarda-roupa. E se com 20 anos não estava confortável o suficiente para falar em inglês, agora vê sua filha contar os números no idioma.

A evolução pessoal e profissional de Philippe Coutinho em Liverpool tem sido, segundo sua própria estimativa, "imensa".

Philippe Coutinho Liverpool 2013-2017
Foto: Getty Images

No próximo dia 30 de janeiro marcará cinco anos desde que o brasileiro fez a mudança de Inter para o clube por £ 8,5 milhões libras, período em que sua metamorfose foi registrada.

"Eu me tornei mais forte aqui em todos os sentidos. Estou feliz com o quanto que cresci, mas ainda não terminei", Coutinho responde exclusivamente à Goal.

"Quando eu cheguei na Inglaterra, havia muito para adaptar e aprender. Foi uma experiência completamente diferente para mim, mas também desafiante e emocionante. Todo o ano, sinto como se tivesse ganhado mais e me tornado melhor, mais completo e mentalmente preparado - não só com o futebol, mas com a vida em geral", completou.

Philippe Coutinho Goal 50
Foto: Goal

Coutinho agradece o seu avanço tático no Liverpool, que adicionou flexibilidade e maior autoridade ao seu jogo. Educado na arte expressiva de ser um No.10 ortodoxo - auxiliado por sua origem no futsal - o jogador de 25 anos agora também pode ser decisivo como um meia esquerdo ou direito ou até mais profundo.

Ele protege a bola melhor, tem maior disciplina e compreende a sua responsabilidade.

Como Jurgen Klopp destacou , a inteligência de Coutinho na leitura e manipulação do espaço, bem como o seu talento distinto de "vê o jogo mais à frente", não deve ser restringido a uma posição fixa.

"Quando eu cheguei, eu só tinha sido visto ou pensado como um criador de jogo", lembra ele. "Mas tive a oportunidade de trabalhar com profissionais de topo, jogadores de qualidade real com bons técnicos, o que me ajudou a entender as responsabilidades de diferentes posições e o que cada uma exige.", afirmou.

Phil Coutinho
Foto: Getty Images

"Estou acostumado e confiante agora em muitas áreas do campo. Não apenas ataco melhor, como também defendo melhor", acrescentou.

A progressão do jogador mais bem pago em Anfield resultou em ganhar um status significativo na Seleção Brasileira, onde é um dos "diferenciais" de Tite.

No entanto, apesar de ser essencial para sua seleção, o melhor marcador do Liverpool na última temporada, com 14 gols em todas as competições, se recusa a ficar confortável.

"É tão difícil entrar na seleção porque nunca há escassez de bons jogadores para escolher", explica.

Paulinho Jake Livermore Coutinho England Brazil Friendly 14112017
Foto: MoWa Press

"Nenhum jogador possui vaga cativa. Você tem que trabalhar continuamente para isso. Precisa manter suas performances nos clubes e sempre que for convocado, precisa estar 100% porque a pressão nunca deixa manter seu lugar. Mas estou representando meu país regularmente agora, do qual eu estou muito, muito orgulhoso e farei tudo para manter minha camisa", completou.

Alvo do Barcelona na última janela de transferências, o Liverpool se recusou a sancionar a venda do brasileiro. E, conforme previsto por sua equipe, Coutinho respondeu ao fracasso, retomando sua tarefa como o principal jogador do clube.

Quatro gols e três assistências foram registrados em nove jogos nesta temporada. De fato, o brasileiro de maior pontuação na história da Premier League está decidido a garantir que ele continue seu aperfeiçoamento.

"Para ser sincero, nunca parei para pensar no jogador que queria tornar", admite Coutinho.

Newcastle vs Liverpool Coutinho Jurgen Klopp
Foto: Getty Images

"Eu tenho ídolos e uma idéia de sucesso, sim, mas nunca tive uma imagem na minha cabeça de como deveria ser. Eu acho que é porque eu acredito que sempre há maneiras de melhorar, então não pode realmente haver uma imagem completa, é sempre um trabalho em progresso. Eu apenas aponto para ser a melhor versão de mim mesmo em todos os aspectos, todos os dias", acrescentou.

A história de Coutinho - que já abrangeu quatro países e tantos clubes - parece ter chances de ser preenchida em outro lugar, o que seria extremamente infeliz para a Premier League e Liverpool.

Mas, independentemente da mudança o brasileiro segue bem educado e o mesmo que entrou pela primeira vez em Melwood em 2013.

Coutinho cresceu na vida em geral, no futebol inglês e o apoio concedido a ele pelo Liverpool será sempre reconhecido.


 

 

Fechar