Alexis Sánchez evita prisão, mas agente do jogador diz que acordo é “injusto”

Comentários()
Getty Images
Chileno recebeu uma sentença de 16 meses, mas chegou a um acordo com o fisco e a pena foi suspensa

O atacante chileno Alexis Sanchez, do Manchester United, não vai para a prisão depois de admitir fraude fiscal e aceitar um acordo considerado “injusto” pelo seu agente Fernando Felicevich com o Ministério Público da Espanha. O jogador recebeu uma condenação de 16 meses de prisão.

Sánchez foi acusado de sonegar aproximadamente 1 milhão de euros (R$ 4 milhões) em valores de direto de imagem em 2012 e 2013, quando defendia o Barcelona. A quantia foi devolvida com juros posteriormente ao admitir que foram usadas empresas de fachada para ocultar os valores da Receita.

Alexis Sanchez Manchester United.
(Foto: Getty Images)

"Os supostos delitos de que o acusam são procedimentos que foram utilizados por muito tempo, por uma infinidade de jogadores, com concordância e coordenação dos clubes mais famosos da Espanha, utilizando uma forma de tributar legítima, tácita e expressamente admitida pela própria Receita da Espanha no passado", declarou Felicevich em seu Twitter.

"Vendo os calvários pelo que tiveram que passar companheiros como Leo Messi, Cristiano Ronaldo e etc., chegamos a conclusão de que é melhor aceitar um acordo injusto, mas poder virar a página e não continuar sendo objeto de pressões midiáticas e políticas”, finalizou.

Fechar