Neymar faz torcedor transpirar de emoção e coloca Brasil nas quartas
Ryan Pierse/Getty Images
Na calorenta 'Arena Saara', camisa 10 joga um balde de água quente no México e lidera triunfo brasileiro

banner Copa 2018

Calor, pressão, mais um pouquinho de calor e, por fim, uma pitada de mais pressão. O Brasil precisou suar a camisa em dobro para passar por cima do México em Samara (ou seria Saara?) e garantir a vaga nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, contra a Bélgica, em Kazan. Uma classificação com uma vitória por 2 a 0 que saiu dos pés daquele que mais faz o torcedor brasileiro transpirar de emoção: Neymar, autor de um gol e uma assistência.

Os primeiros 25 minutos de partida foram dominados pelo fogo dos mexicanos, que, mesmo diante de um adversário sólido defensivamente, encontram espaços pelos lados, principalmente nas costas de Fagner. O mesmo domínio foi visto nas arquibancadas. Quem estava de verde gritou mais alto.

Acuado, o Brasil conseguiu se soltar após um belíssimo drible e remate cruzado de Neymar, pouco depois da metade da etapa inicial. A individualidade do craque serviu para incendiar o time. Daí em diante, foi superior e teve outras duas chances de abrir o placar, sendo a mais perigosa com Gabriel Jesus. Ochoa evitou o gol.

Brasil México I 02 07 18 I Copa do Mundo

O começo do segundo tempo acabou por ser um espelho do fim do primeiro: superioridade ardente dos comandados de Tite. Primeiro, Philippe Coutinho fez o goleiro mexicano trabalhar outra vez. Mas, aos cinco minutos, prevaleceu a qualidade individual de Neymar. Carregou a bola para a entrada da área, encontrou Willian, que até então estava apagado, e correu para dentro. Quase que como no piscar de uma faísca, rapidamente recebeu um passe na medida, balançou a rede e correu para os abraços acalorados dos companheiros.

Mais artigos abaixo

O gol não apagou a chama do Brasil. Pelo contrário. Endiabrado, Willian não quis ficar na sombra (quem diria?) de Neymar, cresceu com o calor (literalmente) do jogo e foi o responsável por abafar ainda mais o México. Faltou pouco para aumentar o placar, primeiro com uma finalização forte e, depois, passando outra bola açucarada para o camisa 10.

Willian Neymar I Brasil México I Copa do Mundo I 02 07 18

Na base do sufoco e também das entradas fortes, o time de Juan Carlos Osorio até tentou buscar o empate. Parou, como de costume, na defesa brasileira. Uma defesa que defende com todo o ataque. Um ataque que, para não correr risco, transformou a Arena Samara num verdadeiro inferno para os mexicanos com outra participação de Neymar. Foi lançado por Fernandinho e, sem economizar nem sequer uma gota de suor, deu uma assistência para Roberto Firmino decretar o triunfo. Hasta la vista, México!

Comentários ()