Zidane - Um Galáctico para Galácticos

Comentários()
Goal
A vitória consecutiva do Real Madrid na Champions League consolidaria o status do francês como um grande treinador

Zinedine Zidane se aposentou em 2006, sem vontade pública de se tornar um treinador. A expectativa é de que fosse para casa, viver com sua esposa e quatro filhos. Mas o "cheiro da grama" permaneceu nas narinas do rancês, conforme revelou o ex-companheiro de equipe no Real Madrid, Kaká. "Ele me disse um dia que, quando ele parou de jogar, ele não queria ser treinador".

"Ele só queria ficar com sua família, aproveitar a vida um pouco e viajar. E depois de dois ou três anos sentiu falta do campo, do cheiro da grama e ele pensou "Talvez seja a hora de voltar", afirmou o brasileiro.


VEJA TAMBÉM:


Zinedine Zidane Real Madrid(Foto: Getty Images)

Em 2009, Zidane voltou ao Real Madrid, onde passou cinco anos como jogador. Ele aceitou um papel como consultor oferecido pelo presidente do clube, Florentino Pérez. Zidane permaneceu por lá durante mais de sete anos. Ele era "assessor especial" de José Mourinho, foi diretor esportivo, assistente e eventualmente treinador do Castilla, antes de assumir a equipe principal.

Sergio Ramos, James Rodriguez e Cristiano Ronaldo - grandes jogadores com grandes personalidades - estavam ressentidos com Benitez e não queriam seguir suas instruções. Mas com Zidane, há uma inegável sensação de unidade no elenco. É o tipo de alquimia necessária para tirar o maior potencial dos merengues.

Zidane tem qualidades que Benítez não tinha, apesar de suas décadas de experiência. Zidane tinha pedigree genuíno como jogador, sua comunicação é precisa e composta. Ele foi um Galáctico. Os céticos disseram que ele tem um pouco de sorte.

Quando questionado no início desta temporada, se ele sente um teinador "sortudo", Zidane respondeu que, claro, sentiu sorte em trabalhar em um clube como o Real Madrid. Essa capacidade de desarmar, ao invés de inflamar, é uma qualidade louvável em um clube como o Real Madrid.

zidane real madrid 31052017

Houveram até algumas comparações com Roberto Di Matteo, demitido alguns meses depois de vencer a Champions League, mas Zidane está agora próximo de Brian Clough e Arrigo Sacchi, com a chance de ganhar um segundo título europeu consecutivo.

"Zidane, eu diria, é comparável a Carlo Ancelotti ou Vicente del Bosque", disse o ex-goleiro do Real, Bodo Illgner. "Ele é um treinador que tira o melhor proveito do que ele tem. Ele tem jogadores de primeira classe disponíveis, mas ele trabalha excelentemente com eles. Ele é o treinador ideal para o Real Madrid", confirmou ele.

"Os jogadores jovens têm um grande respeito por ele, pois ele tem essa aura de um ex-jogador de classe mundial. Estrelas como Ronaldo respeitam ele, pois ele pode falar com eles, o que não era o caso com Benitez. Além disso, sua personalidade calma e perspicaz também é muito útil", continuou ele.

Estatísticas do Real Madrid na Champions:

A magia que Zidane teve como assistente da Ancelotti durante a temporada dA La Decima foi fundamental para o treinador em ascensão. Zidane aprendeu com Ancelotti - e Marcello Lippi antes dele na Juventus - que o futebol é principalmente sobre talento. A equipe com a maior parcela dele deve vencer qualquer jogo.

Ele tem uma mente de futebol afiada, afiada de décadas jogando em algumas das melhores equipes do mundo, com os melhores treinadores do mundo. "Ele é um treinador que está muito perto dos jogadores", contou o atacante Lucas Vazquez.

"Ele é amigável e ajuda os jogadores. Ele sempre está em busca de deixar os jogadores felizes e confortáveis​", contou ele.

Cristiano Ronaldo(Foto: Getty Images)

A forma como lidou com CR7, desde que chegou, como driblou a ausência de Bale durante sua ausência por lesão. É tudo surpreendente do ponto de vista do comandante. A verdade, por trás do sucesso do Real Madrid é que: É preciso um Galáctico para lidar com um Galáctico.

Esse é apenas um exemplo de como o Zidane está focado em preparação física. Ele contratou o treinador de fitness, Antonio Pintus, que estava na Juventus quando Zidane era jogador, para garantir os seus comandados nas melhores condições possíveis durante parte decisiva da temporada.

Zizou está fazendo o difícil parecer fácil e a magia com que jogava traduz perfeitamente a forma como gerencia seu time. A cada dia, está sendo menos considerado um sortudo, mas a fonte do sucesso recente do Real Madrid. Neste sábado (3), às 15h45 (de Brasília), em Cardiff, o francês pode consolidar ainda mais seu nome na história merengue.

Fechar