Zidane mostra irritação com segundo tempo do Real Madrid, e brasileiros lamentam

Comentários()
Getty
Confira o principal da repercussão envolvendo mais um tropeço fora de casa dos merengues

Após o empate por 2 a 2 com o Celta de Vigo, que deixou o Real Madrid a 16 pontos do Barcelona, Casemiro garantiu que, apesar da dificuldade, os Blancos ainda podem sonhar com o título espanhol.

Com um jogo a menos [partida adiada por causa do Mundial de Clubes], a equipe treinada por Zidane está na quarta posição da liga espanhola.

"Jogo complicado, com muita intensidade. Os dois [times] jogaram um bom futebol. Foram dois pontos a menos, é preciso seguir trabalhando, tudo está muito mais complicado", afirmou para a Movistar + logo após o encontro no estádio de Balaídos.

Perguntado se ainda é possível alcançar o líder Barcelona [que neste domingo bateu o Levante por 3 a 0], o brasileiro aposta no peso da camisa merengue.

"Sabemos que é complicado, o Madrid não baixa os braços nunca. Se existe um time que pode se recuperar é o Madrid".

Por fim, Casemiro eximiu o goleiro Keylor Navas de culpa pelos dois gols sofridos. Vale lembrar que o costarriquenho ainda defendeu um pênalti.

"Todos precisamos jogar melhor. O problema não é um goleiro. Quando perdemos, perdemos todos".

Zidane, insatisfeito com o segundo tempo

Zinedine Zidane Real Madrid

"Estamos todos um pouco chateados com o resultado, não com o primeiro tempo que fizemos. É preciso estar insatisfeito com a segunda etapa. Não podemos ficar felizes com o resultado, tínhamos espaço para fazer um jogo melhor. Não conseguimos jogar bem nos 90 minutos".

"Não vamos falar da liga [Campeonato Espanhol] todos os fins de semana. Se perdemos pontos, não podemos chegar. É preciso ir jogo a jogo, e ganhar".

Marcelo lamenta, e não encontra respostas

Marcelo Viera Real Madrid UEFA Champions League press conference 27052016 (Foto: Getty Images)

"É difícil porque quanto mais jogos você empata ou perde, a pressão aumenta (...) Não tem outro remédio que não seja levantar a cabeça, lutar e brigar. Dar o melhor para podermos ganhar".

"Não podemos fazer mais nada. Fizemos o que pudíamos. Tentamos jogar um bom futebol, fazer gols e rodar a bola, mas não deu".

Próximo artigo:
Botafogo no Mercado: Quem chega e quem sai em 2019?
Próximo artigo:
Cristiano Ronaldo recebe críticas após foto sorrindo em avião em dia de possível tragédia
Próximo artigo:
São Paulo 5x2 Guarani: Tricolor goleia e vai para a final da Copinha
Próximo artigo:
Mercado da bola: os principais rumores de Corinthians, São Paulo, Flamengo e os grandes clubes do Brasil
Próximo artigo:
PSG é multado em 100 mil euros por desrespeito às regras éticas nas contratações
Fechar