Volta de Leonardo pode reabrir as portas de San Siro para os brasileiros

Comentários()
Rossoneri não tem tido representantes tupiniquins, mas pode voltar a ter destaques do país na próxima temporada

A volta de Leonardo ao Milan como dirigente dividiu opiniões. Enquanto parte da torcida rossoneri é favorável ao retorno do brasileiro, outra parte é totalmente contra e até promoveu protestos contra ele.

Em sua primeira entrevista coletiva na volta aos Rossoneri, Leonardo já deu duas declarações de destaque. Primeiro, revelou que Bonucci quer voltar para a Juventus e o Milan não colocará dificuldades no retorno do jogador. Ele disse que existe a possibilidade da permanência do zagueiro, mas que o clube de Milão tentará fazer com que o retorno do defensor para Turim aconteça.

Depois, Leonardo afirmou que os Rossoneri não terão um mercado maluco e serão mais moderados que na última janela, quando o time gastou muita grana para contratar ótimos jogadores, cobiçados na Europa, mas que não deram grandes resultados.

Com isso, é de se esperar um Milan mais calmo nesta janela, sem grandes contratações no cenário europeu. No entanto, isso não quer dizer que o clube não deve vir ao mercado sul-americano, por exemplo, e contratar nomes não muito conhecidos no Velho Continente, mas de destaque na América Latina.

E com isso, tendo Leonardo na diretoria, o Milan pode voltar a ter mais brasileiros no elenco. No plantel atual, Gabriel, uma das últimas opções no gol, é o único tupiniquim. Isso pode mudar na próxima temporada, e um dos indícios é o desejo dos Rossoneri, segundo a imprensa italiana, de contratar Paquetá, um dos destaques do Flamengo, que também está na mira da Juventus.

Fechar