VAR vira alvo de reclamações na Premier League (mais uma vez): Chelsea e Liverpool lideram o coro

Comentários()
Blues e Reds reclamaram de lances polêmicos em seus respectivos jogos e arbitragem de vídeo rouba a cena em mais uma rodada na Inglaterra

O sábado da Premier League ficou marcado, mais uma vez, por lances polêmicos e pela atuação do VAR. Em especial, dois lances chamaram a atenção. Um outro pênalti não marcado para o Chelsea no jogo contra o Manchester United e outro pênalti, esse marcado, no jogo do Liverpool.

Quer ver a Premier League ao vivo? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Começando pelo lance entre Red Devils e Blues. Em um levantamento na grande área do United, Harry Maguire agarrou César Azpilicueta em uma disputa pelo alto, impedindo que o jogador do time de Frank Lampard conseguisse alcançar a bola.

Lampard, por sinal, se mostrou muito irritado com a não marcação do pênalti, que foi checado pelo VAR, mas não foi revisto pelo árbitro em campo. "Foi pênalti claro, pênalti claro. Eu não vi o lance de onde eu estava e entendo que seja uma decisão difícil para o árbitro, mas é por isso mesmo que incluímos o VAR no jogo", esbravejou o treinador do Chelsea.

"O VAR foi muito rápido em descartar isso em minha opinião. Deve levar tempo, o árbitro deve observar o monitor. Se ele olha o monitor, ele daria a penalidade", concluiu.

Até um ex-jogador do United reclamou da não-marcação da penalidade máxima. Em um tom bem-humorado, Patrice Evra disse: "Eu costumava assistir a WWE e isso me lembrou Hulk Hogan. É uma penalidade clara e nós podemos falar o dia todo sobre o VAR", disse o francês à Sky Sports.

Manchester United e Chelsea empataram por 0 a 0. Além do lance polêmico, também chamou atenção a estreia apagada de Edinson Cavani pelos Red Devils.

Jürgen Klopp também reclamou da atuação do VAR no jogo entre Liverpool e Sheffield United. Embora o Liverpool tenha vencido por 2 a 1 em Anfield, o placar foi inaugurado com um gol de pênalti dos visitantes. Alguns reclamaram que a falta teria acontecido fora da área e outros disseram que nem falta foi. O treinador alemão estava com a segunda turma.

"O pênalti nem falta foi. Durante a temporada, são tantos períodos diferentes, nós já fomos injustiçados e fomos de novo hoje", falou Klopp à BBC Sports após o jogo.

Na rodada anterior, o Liverpool já reclamou da atuação do VAR ao anular o gol que daria a vitória aos Reds contra o Everton. Naquele lance, foi marcado impedimento milimétrico de Mané, embora nem mesmo o replay com as linhas deixe isso claro.

"O pênalti concedido foi claro que era um desarme na bola. Estamos no lado errado de outra decisão, mas felizmente pudemos resolver isso esta noite, então talvez eu não deva falar muito sobre isso", resumiu Klopp.

Fechar