Valverde lamenta ausências de Suárez e Busquets contra o Bilbao e critica a imprensa

Comentários()
Getty
Treinador do Barcelona prevê jogo complicado por La Liga

O Barcelona tem um compromisso complicado neste domingo (18), às 12h15 (de Brasília), por La Liga. O time treinado por Ernesto Valverde vai receber o Athletic Bilbao, e quer vencer para manter os oito pontos de vantagem na liderança para o segundo colocado Atlético de Madrid.

No entanto, além do bom adversário, curiosamente o ex-time de Valverde, o Barça também tem como problema as ausências de dois titulares fundamentais: Sergio Busquets, lesionado, e Luis Suárez, suspenso.

Não à toa, Valverde lamenta as baixas e prevê um jogo muito difícil contra o Bilbao. "É sempre um jogo perigoso. Essa é a a sensação. Mas é na dificuldade que se cresce. Será uma partida especial para mim e eles têm um grande espírito. O Atlético (de Madrid) está oito pontos atrás e não podemos vacilar. São três pontos chaves, já que faltam dez partidas", afirmou o treinador, em entrevista coletiva neste sábado (17).

Ernesto Valverde Athletic Bilbao(Foto: Getty Images)

"Busquets e Suárez sempre fazem falta. No caso de Sergio, porque ele é fundamental na saída de jogo e, quando o Athletic tentar fazer uma marcação pressão alta, termos essa possibilidade de sair jogando com calma e tocando a bola é algo excelente para nós. No caso de Suárez, o Athletic defende muito forte e não ter Luis incomodando eles é um problema", admitiu.

Valverde, além do jogo, também criticou a imprensa. O treinador reclamou da mudança rápida de opinião. Quando o clube empatou três partidas seguidas, ele conviveu com duras críticas, mesmo sem ter o time completo e poupando alguns jogadores. Agora, com o Barça voando, nas quartas de final da Champions League, na decisão da Copa del Rey e liderando La Liga com folga, vencendo rivais poderosos, o discurso é outro.

"Antes diziam que empatamos três jogos seguidos e agora se fala em triplete. Não podemos pensar assim. Temos possibilidades, mas nada mais. Existe o perigo de tropeçar na pedra. Não creio em profecias, por mais que Pep (Guardiola) e Luis Enrique tenham conquistado o triplete em seus primeiros anos", afirmou.

Fechar