Vai ser difícil para o Arsenal substituir Wenger, diz Gilberto Silva

Comentários()
Getty Images
O ex-capitão dos Gunners elogiou o impacto do técnico no clube antes da partida final de Wenger no comando

Ex-jogador e vice-capitão do Arsenal, Gilberto Silva disse que será difícil para o clube inglês substituir Arséne Wenger, que esteve no comando do clube por 22 anos e irá se afastar ao final desta temporada.

O francês chegou do futebol do Japão em 1996, e levou os Gunners a três títulos da Premier League, além de sete Copas da Inglaterra e um inédito vice-campeonato na Champions League, em 2006. Ele fará seu último jogo como técnico do Arsenal neste domingo (13), quando os londrinos visitam o Huddersfield pela última rodada da Premier League.

O Arsenal tem sido ligado a vários nomes para substituir o técnico francês, como Massimiliano Allegri, Carlo Ancelotti, Zeljko Buvac, Luis Enrique, Joachim Low, Patrick Vieira, Mikel Arteta, Thierry Henry, Leonardo Jardim e Julian Nagelsmann.

Gilberto Silva | Arsenal
(Foto: Getty Images)

Gilberto Silva foi contratado por Wenger em 2002, e passou seis temporadas sob os comandos do ex-técnico do Mônaco, e fez parte de uma das equipes mais fortes da história do clube.

“É difícil substituir um cara como ele, especialmente depois de tudo que ele fez, dá pra imaginar a pressão sob o próximo técnico”, disse o brasileiro de 41 anos, elogiando os feitos de Wenger.

“Não sei se será um de meus ex-companheiros de equipe que poderá substituí-lo, mas se não for agora, seria legal se fosse alguém próximo pelo menos. Vamos ver quais são os planos do clube para essa nova era.”

Apesar da saída, Wenger, de 68 anos, assegura que não pensa em parar de trabalhar neste momento, algo que agrada a Gilberto.

"Levar o Arsenal a um nível diferente de tudo neste ano, dedicando a sua vida não só ao seu trabalho, ao tempo no clube, mas à sua vida por este clube fantástico, ele é o tipo de pessoa que sentiremos falta no futebol, mas espero que ele esteja de alguma forma no jogo. Ou pelo Arsenal ou por outro time" acrescentou o ex-volante.

"Ver o que ele fez pelo clube em todos esses anos é incrível. Eu agradeço a ele por tudo que fez por mim. Como profissional, como pessoa e pela forma que ele se dedicou tanto pelo clube quanto pelo futebol, especialmente. Eu acho que todos do futebol deveriam agradecê-lo por tudo que fez.”

Fechar