Vaga na final da Libertadores pode garantir Luan Peres em definitivo no Santos

O clube chegou a um acordo com o Club Brugge que condiciona a permanência do zagueiro no caso de classificação para a decisão do torneio; entenda

Final de ano com boas notícias para o torcedor do Santos. Após longa novela, o clube paulista anunciou a permanência do zagueiro Luan Peres até o fim de janeiro. Titular da zaga com Cuca, o defensor pertence ao Club Brugge, da Bélgica, e está emprestado ao Peixe desde agosto de 2019.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!  

O atleta era mais um desses cujo contrato se encerraria no final de 2020, já que ele havia sido acordado antes da pandemia do coronavírus. Assim, caso o jogador tivesse que voltar para a Bélgica, o time teria que atuar diante do Boca Juniors, nas semifinais da Libertadores, sem um de seus principais defensores - e Lucas Veríssimo, seu companheiro de zaga, também vive situação incerta.

 

O novo acordo, então, prevê que Luan Peres fique no Santos no mínimo até o final de janeiro. Como a Copa Libertadores se encerrará no dia 23 de janeiro, data da final da competição, caso o clube paulista passe pelo Boca, terá o zagueiro garantido na decisão.

Luan Peres Santos Cuca Libertadores Grêmio Luan Peres recebendo instruções de Cuca contra o Grêmio  (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

E essa é a exigência da diretoria para contratar o defensor. No novo acordo composto com o Club Brugge, a pedida dos belgas para que o atleta fique em definitivo na Vila Belmiro é de três milhões de euros - cerca de R$ 19 milhões. E a equipe só desembolsará esse valor caso saiba que irá receber uma premiação maior no torneio continental.

Assim, se o Santos bater o Boca Juniors e chegar na decisão da Libertadores, a tendência é que o clube, que já terá o novo presidente Andrés Rueda no comando, pague os R$ 19 milhões e acerte a permanência do zagueiro em definitivo.

No contrato anterior, a multa prevista era de cinco milhões de euros - aproximadamente R$ 32 milhões. No entanto, sob a figura do membro do Comitê de Gestão de Rueda, Walter Schalka, o time conseguiu diminuir a pedida das belgas para costurar um acordo mais provável de sair.

Nada disso acontecerá, porém, se o Santos não conseguir a classificação para a finalíssima. Assim, além do possível título, o clube também entrará em campo lutando pela permanência de um de seus principais jogadores. Caso não consiga, é hora do adeus: Luan Peres custaria muito caro nesse caso e não ficaria no Peixe.

Fechar