Notícias Placares ao vivo
Arsenal

Unai Emery diz que Arsenal de Wenger não tinha solidez defensiva e fala sobre mudanças que implantou no clube

11:23 BRST 22/11/2018
Unai Emery Fulham Arsenal Premier League 10/07/18
O treinador dos Gunners falou sobre a necessidade de construir uma nova filosofia no clube e comentou sobre mudanças após a era Wenger

Unai Emery vem fazendo um trabalho bastante consistente no Arsenal. Nessa temporada, somando todas as competições, os Gunners fizeram 18 partidas, venceram 12, empataram quatro e perderam duas. Isso levou o clube ao atual quinto lugar na Premier League. Emery entende que o clube vinha em queda no final da era Wenger, por isso, reconquistar o ânimo e a solidez da equipe foram desafios primários para o técnico tricampeão da Europa League com o Sevilla.

"Antes de chegar Wenger, o Arsenal celebrava 1 a 0 e se baseava na solidez defensiva. Com Arsène [Wenger] começou a haver alegria no ataque com bons jogadores. E a combinação perfeita foram os Invencíveis [o Arsenal de 03/04 que ganhou a PL invicto]. Mas com o tempo, a única preocupação foi a qualidade técnica e a liberdade ofensiva perdendo a estrutura defensiva. O que quero é unir as duas essências e ser mais competitivo. O Arsenal estava em queda, tivemos que parar e voltar a subir", falou o técnico de 47 anos à Marca.

Unai revelou que não conversou com Arsène Wenger para saber melhor sobre o clube. Recebeu informações de seu estafe e logo viu que havia muitas mudanças a se fazer. Ele conta que, inclusive, precisou refazer a dieta dos jogadores. Cortar açúcar e gorduras foi o primeiro passo.

"Havia hábitos alimentares que poderiam ser melhorados. Junto com o nutricionista e o preparador físico, decidimos tirar os sucos com açúcar, mas é algo normal que já faço em minha casa: comer menos açúcar, menos gordura e mais comidas saudáveis", explicou Emery.

Ele entende que a sua equipe pode melhorar. Na verdade, diz que trabalha nisso: para diminuir a distância para com os mais fortes e aumentar o vão para as equipes mais fracas. Ele destaca a mudança que houve no certame inglês com a entrada de capital estrangeiro.

"Podemos melhorar essa equipe. Quero ser exigente com isso. Estou admirado com o tratamento do clube como um todo, mas quero que me exijam porque vou pressionar o clube. Quero exigir de mim mesmo, da equipe e do clube. A Premier League não é a mesma de 20 anos atrás quando o City e o Chelsea eram times médios e o Everton era mais forte. O dinheiro de fora mudou tudo. O Arsenal deve ser grande, não deve deixar que abram muito espaço nos quatro de cima e nem deixar que os de baixo se aproximem", falou Unai.

(Foto: Getty Images)

Ele comentou sobre as diversas mudanças que teve e que está fazendo após a saída de Arsène Wenger. O francês ficou no comando do clube por 22 anos e conqusitou diversos títulos importantes.

"Eu o respeito muito [Wenger], mas pelas informações que recebi, precisaria mudar as coisas. Eu disse aos jogadores: 'começamos do km zero'. Inclusive, hoje ainda digo: 'estamos no começo'", contou o técnico que disse que uma das primeiras mudanças foi na questão alimentar de seus atletas.