Notícias Placares ao vivo
Grêmio

TV: Grêmio usou drone para espionar rivais durante a temporada e o Lanús antes da final da Libertadores

16:29 BRST 20/11/2017
Renato Gaúcho Grêmio Avaí Brasileirão 09 07 2017
Equipe brasileira, que disputa final da competição continental contra argentinos, teria filmado e fotografado treinamentos dos seus adversários

Finalista da Libertadores, o Grêmio, segundo a Espn Brasil, usou métodos de espionagem durante toda a temporada 2017.

De acordo com o veículo, uma pessoa foi contratada pelo clube gaúcho para filmar e fotografar treinos abertos e fechados de todos os seus adversários na Libertadores, na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro durante este ano.

A equipe de Renato Gaúcho, por meio de drones ou câmeras escondidas em árvores, prédios e muros, teve acesso aos segredos e as estratégias de todos os seus rivais ao longo de 2017, de acordo com a Espn Brasil, que garante que os jogadores e a comissão técnica gremista assistiram às imagens feitas pelo espião antes dos jogos.

Na última sexta-feira (17), a emissora flagrou o momento em que o espião se aproximava do CT do Lanús, na Argentina, adversário do Tricolor Gaúcho na final da Libertadores, que terá seu jogo de ida nesta quarta-feira (22), às 21h45 (de Brasília), na Arena Grêmio.

A emissora tentou se aproximar do espião, mas ele, percebendo estar sendo filmado, acelerou seu carro. A polícia argentina passava pelo local no momento, estranhou a ação e o perseguiu. Ele então parou o carro e, questionado pelo produtor da Espn Brasil, negou estar a serviço do Grêmio, apesar de confirmar ter colocado um drone para sobrevoar a região do CT do Lanús, sem conseguir explicar o motivo.

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)

O espião, de acordo com a Espn Brasil, estava em Buenos Aires há mais de uma semana, hospedado próximo ao aeroporto de Ezeiza, e teve hotel, carro e passagens aéreas pagas pelo Grêmio, além de já ter filmado outras atividades fechadas.

Ele foi levado para prestar esclarecimentos na Comisaría Seccional Segunda Lanús, por onde ficou durante duas horas. Em documento, os policiais afirmaram que ele espionava o treino do Lanús fazendo filmagens com um drone. Depois, o espião foi liberado.

Vale destacar que outros casos parecidos aconteceram recentemente. Honduras acusou Austrália, durante a repescagem para a Copa do Mundo de 2018, de espionagem também por meio de drone. Já na Seleção Brasileira, o técnico Tite se utilizou desta tecnologia para filmar e observar treinamentos, mas de sua própria equipe.

DIRIGENTE DO GRÊMIO NEGA

Diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein participou do programa Bate Bola, da Espn Brasil, e falou sobre o tema: “Isso é fofoca, pueril e sem nenhum sentido. O Grêmio aguarda as provas para tomar as providências cabíveis”, afirmou. “Isso é uma coisa sem nenhuma consistência (...) “O Grêmio não está minimamente preocupado disso (...) o rapaz que foi pego nega ligações com o Grêmio”.

*Atualizado às 19h40