Três prorrogações seguidas! Croácia chega na final fazendo o que ninguém conseguiu e vai lutar contra retrospecto ruim

Comentários()
Getty Images
Equipes que disputaram prorrogações e/ou disputas de pênaltis nas semifinais só ganharam a Copa do Mundo duas vezes

banner Copa 2018

A Croácia fez história nesta quarta-feira (11). 20 anos depois de Suker e companhia chegarem nas semifinais, a geração de ouro enfim brilhou, e com muito estilo.

ASSISTA: os gols de Croácia 2 x 1 Inglaterra

Sob o comando de Zlatko Dalic, Modric, Rakitic, Mandzukic, Perisic, Subasic, Rebic e companhia colocaram a Croácia pela primeira vez na final da Copa do Mundo, após vencer a Inglaterra, nesta tarde, por 2 a 1, na prorrogação.

Sim, na prorrogação. De novo.

Pela terceira vez seguida, a Croácia encarou uma prorrogação neste Mundial. Foi a primeira vez na história das Copas que isso aconteceu. No entanto, nesta oportunidade, o time de Zlatko Dalic ao menos não viveu o drama dos pênaltis como ocorreu contra Dinamarca e Rússia, nas oitavas e quartas de final.

O fato, apesar de incrível por mesmo com todo o desgaste físico, o time chegar à final, preocupa. Afinal, enquanto a França chegará com um dia a mais de descanso, a Croácia, além de um dia a menos para se recuperar, jogou três prorrogações seguidas, ou seja, 90 minutos, o que corresponde a um jogo inteiro a mais que os Bleus nos últimos 11 dias.

croatia england - celebration fans - world cup - 11072018

Além da questão física, a Croácia precisará vencer também um retrospecto ruim. Na história das Copas, os times que disputaram prorrogações nas semifinais, só venceram a decisão duas vezes.

Em 1954, a Hungria precisou do tempo extra para bater o Uruguai, por 4 a 2, nas semifinais, mas perdeu para a Alemanha Ocidental na final, por 3 a 2. Já em 1970, a Itália fez um jogo épico contra a Alemanha Ocidental, vencendo por 4 a 3, mas depois foi goleada pelo Brasil, por 4 a 1, na decisão.

Doze anos depois, a mesma Alemanha Ocidental venceu a França nos pênaltis, após empate por 3 a 3 no tempo normal e na prorrogação, mas perdeu para a Itália por 3 a 1 no jogo decisivo. Em 1990, porém, veio a recuperação e uma curiosidade.

Pela primeira vez, os dois finalistas precisaram da prorrogação e dos pênaltis nas semifinais. A Argentina, depois de um empate por 1 a 1, bateu a Itália nas penalidades. Antes, nas quartas, já tinha passado por isso contra a Iugoslávia, vencendo nos pênaltis após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. A Alemanha Ocidental, por sua vez, viveu o drama contra a Inglaterra, depois de igualdade por 1 a 1. Na decisão, vitória alemã por 1 a 0. 

Rudi Völler Germany 1990(Fotos: Getty Images)

Foi a primeira vez que uma equipe ganhou a Copa após disputar uma prorrogação nas semifinais, ainda que o adversário também tenha passado por isso.

Já em 1998 foi a vez do Brasil entrar na estatística. Depois de vencer a Holanda nos pênaltis, o escrete canatinho tomou 3 a 0 da França na final, com show de Zinedine Zidane.

Em 2006, por outro lado, a estatística mudou. Se em 1990, os dois finalistas tinham disputado prorrogações nas semifinais, na Copa do Mundo da Alemanha, isso não aconteceu. A Itália bateu a anfitriã na prorrogação, por 2 a 0, e depois venceu a França na decisão, nos pênaltis.

Em 2014, porém, a estatística voltou ao "normal", com a Argentina, depois de vencer a Holanda nos pênaltis nas semifinais, perdendo a final para a Alemanha na prorrogação.

A Croácia, com três prorrogações seguidas, espera não viver esse drama novamente na decisão, contra a França, neste domingo (11), às 12h (de Brasília).

Próximo artigo:
Luan diz que balançou com proposta do Corinthians para deixar o Galo e deixa futuro em aberto
Próximo artigo:
Barcelona 3 x 1 Leganés: Messi sai do banco para garantir vitória do Barça no Camp Nou
Próximo artigo:
Jadson comemora paciência do Corinthians após empate no último minuto com o São Caetano
Próximo artigo:
Gattuso não convoca Higuaín contra o Gênova: ''Poderia fazer mais''
Próximo artigo:
Corinthians 1 x 1 São Caetano: Azulão assusta, mas Timão corre atrás do placar
Fechar