Notícias Placares ao vivo
Manchester United

Torcida do United vandaliza casa de dirigente ameaçado de morte e escancara crise sem precedentes

23:17 BRST 28/01/2020
Ed Woodward Manchester United firebomb split
Na véspera do clássico contra o Manchester City, pela semifinal da Copa da Liga, os Red Devils foram notícia por um motivo nada nobre

A tensa situação envolvendo o Manchester United alcançou um ponto que muitos não imaginariam, com cenas de vandalismo impressionantes na noite desta terça-feira (28), véspera do clássico contra o City pela semifinal da Copa da Liga Inglesa.

Quer ver jogos do futebol inglês ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

Cerca de 30 hooligans encapuzados se dirigiram rumo à casa de Ed Woodward, diretor-executivo do clube, picharam os muros do local e atiraram sinalizadores acesos dentro da propriedade. Segundo a imprensa britânica, Ed Woodward e sua família não estavam em casa quando ocorreu o ataque.

O acontecimento choca pela realidade vivida hoje na Inglaterra, que ao longo das últimas décadas conseguiu diminuir consideravelmente as violências originárias de hooligans. Mas o ataque não foi nem um pouco surpreendente.

Na última quarta-feira (22), após derrota por 2 a 0 dentro de casa contra o Burnley, parte da torcida dentro de Old Trafford entoou cânticos nos quais ameaçavam de morte o dirigente.

A insatisfação do torcedor do United é apontada a Woodward pelo fato de ele ser o homem que toma as decisões na administração da família Glazer, dona do clube e que é constantemente rejeitada pelos fãs mancunianos.

Os Glazers começaram a tomar o controle do Manchester United a partir de 2003, época em que os resultados do time comandado por Alex Ferguson rendiam grandes alegrias – embora isso não tenha livrado a família de constantes críticas por parte dos torcedores.

Mas após a aposentadoria de Ferguson, em 2013, não houve mais grandes resultados para sustentar minimamente o descontentamento dos Red Devils para com os donos do clube. A atual temporada, uma das piores do clube em termos de resultado em décadas, deixa a situação ainda mais crítica.

Somado aos resultados ruins do time treinado por Solskjaer, a atuação do clube no mercado de transferências também tem rendido críticas: as últimas delas foram direcionadas ao alto valor pago pelo português Bruno Fernandes, do Sporting, e por ter visto a sensação norueguesa Haaland escolher o Borussia Dortmund, da Alemanha, ao invés do Old Trafford.