Notícias Placares ao vivo
Brasil

Tite explica situação de Coutinho, abraça a pressão e garante: “a Copa do Mundo já começou”

19:52 BRT 30/08/2017
Tite Brasil Seleção coletiva 30 08 2017
O treinador da Seleção confirmou o time que vai entrar em campo, nesta quinta-feira (31), e também falou sobre os jogadores

Após o último treino da Seleção Brasileira antes da partida contra o Equador, nesta quinta-feira (31), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, o treinador Tite concedeu entrevista coletiva na Arena do Grêmio.

O comandante confirmou a equipe titular para o desafio, explicou as razões que o fizeram escolher Marcelo como novo capitão [vale lembrar que Tite tem escolhido a rotação de seus capitães], o que mudou desde a sua estreia, justamente contra os equatorianos e muito mais!

O que fazer para evitar o que aconteceu nas últimas Copas do Mundo?

“Não dá para a gente comparar situações anteriores antes das últimas Copas. Se eu for fazer isso não farei o meu direito. Sou coerente, aberto a novos talentos de surgem e de formar a equipe. O Brasil está classificado, mas a cobrança permanece. A Copa do Mundo já começou. Vamos colocar a pressão para que eles joguem bem”.

Situação de Coutinho, entre lesão e imbróglio de transferência Liverpool-Barcelona

“Convocamos o Coutinho com 15 dias de antecedência. Tenho noção que é uma janela e podem ocorrer trocas. Isso interfere no emocional. O atleta do nível e qualidade do Coutinho foi chamado. Quando ele chegou aqui, após avaliação do departamento médico, contatos com o Liverpool. Não queríamos correr riscos. Willian vai iniciar, está muito bem, e por isso vai jogar. Coutinho no banco”.


VEJA TAMBÉM:


“Conversei com o Coutinho e com o Willian. Falei para ele ir para o local onde ele será feliz. Eu tenho meu limite. Sou discreto neste aspecto e justo. A Seleção não vai abrir mão de estar com ele”.

Essa indefinição, de janela de transferências, afeta o jogador?

Afeta e vai seguir interferindo. Inclusive o técnico. Somos humanos. Tem a questão de adaptação. Humanamente, afeta a todos. Não sei como vai reagir, porque é individual. Somos humanos, não somos maquininhas."

Coutinho vale todos os milhões que o Barça quer pagar?

"Não tenho como avaliar em termos financeiros. Não sou manager. O meu é de campo. Essa é minha preocupação. Conversei com o Coutinho. Disse tudo, aquilo que repeti para vocês: 'Quero que você vá para onde seja feliz, seja no Liverpool, seja em outro clube'. Não tenho que ter opinião para tudo. Eu sou mais discreto nesse aspecto e justo. O justo é 'Eu quero que você seja feliz'. Mas a seleção não vai abrir mão de ele estar aqui conosco".

Queria que a Copa do Mundo começasse logo?

"Queria poder ter tido mais tempo de trabalho. Fico inquieto com esse pouco tempo que tenho aqui na Seleção. A gente procura fazer adaptações em relação a funções dos atletas nos clubes quando vem para cá. Preciso ter noção para ajustes. Vamos colocar pressão. O técnico quer desempenho, seja competitivo. Se o resultado não vier, é outra história. Mas eu quero ver o time bem".

Papel de Neymar em campo

"O Neymar se sente à vontade aberto ou com uma liberdade de rodar, como foi no Santos com o Muricy. Você precisa ter um local para ficar natural. Ele tem uma liberdade por fora ou por dentro".

(Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

"Jogando, você tem que ter o lugar onde você se sinta à vontade. Ele (Neymar) tem liberdade sim, para jogar ora por fora, ora por dentro.".

Jogadores que não foram convocados

"Todas as críticas sobre não ter convocado Wanderlei, não ter convocado Weverton, não ter convocado Diego são justas. A escolha de qualquer um desses seis goleiros seria justa para alguns, injusta para outros. Se eu tivesse talvez mais tempo, com quatro anos. Estaria um dia com Cássio, outro dia com outro, mas não dá. Não dá. Mas têm meu respeito e minha consideração"