Thiago Silva dispara contra organização da Copa América e atinge 'chefe' da CBF

Comentários()
Getty Images
O zagueiro da seleção brasileira fez coro às várias reclamações que atletas das seleções já fizeram

Thiago Silva já havia reclamado do alto preço dos ingressos desta Copa América, logo após a estreia do Brasil contra a Bolívia, e neste sábado (29) adicionou outras várias críticas em relação à organização do torneio.

Durante entrevista coletiva, o zagueiro fez coro às críticas em relação aos gramados, à logística e ausência de prorrogação nas quartas de final.

“Todos sabem as condições dos gramados. É o mínimo que teria de ser feito para termos bons jogos. Um público maior, de repente, com ingresso um pouco mais barato. A logística de hotel está sendo muito difícil, principalmente em São Paulo. Nos treinos de reconhecimento do gramado levamos uma hora para chegar. Espero que nas próximas vezes encontrem uma solução melhor”, disse.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste do serviço por um mês grátis!

“Não entendo não haver prorrogação nas quartas de final. Qual a diferença? Ou coloca ou não coloca. Isso facilita as equipes que não querem jogo. Elas correm 90 minutos e levam para os pênaltis. Com um gramado ruim, não conseguimos manter o ritmo de jogo porque por vezes fazemos escolhas erradas. Só ganha força quem não quer jogo”.

Sem querer, as críticas feitas por Thiago Silva acabam sendo, por transferência de responsabilidade, ao presidente da CBF, Rogério Caboclo. O dirigente é o diretor-executivo do Comitê Organizador Local [COL] do certame realizado no Brasil.

Fechar