Tevez critica Riquelme, explica saída do Boca e elogia chegada de Sampaoli na seleção

Comentários()
Getty
Atacante foi criticado pelo ex-camisa 10 do Boca por ter ido jogar no Shanghai Shenhua, da China

O atacante Carlitos Tevez resolveu soltar o verbo e não poupou críticas a Juan Roman Riquelme. Em entrevista ao canal argentino Tyc Sports, o jogador do Shanghai Shenhua respondeu ao ex-camisa 10 do Boca, que o criticou por ter trocado o clube argentino pelo chinês.

“É fácil falar de fora. Riquelme, quando teve de sair (do Boca), saiu. Ele sempre diminui os jogadores do Boca, fala da equipe apenas quando ela está mal ou quando o River está bem. Foi um ídolo dentro de campo, mas deixa a desejar fora dele”, afirmou.

“Aguentei por um ano e meio Riquelme falando de mim e dos meus ex-companheiros. Quando fomos campeões, ele disse que uma Libertadores valia mais que dez Campeonatos Argentinos. Se você é torcedor do Boca, isso não te alegra? As pessoas estavam contentes porque há muito tempo não ganhávamos. Ele sempre atirava contra a gente, criticava comissão técnica e jogadores”, completou.

Carlos Tevez Boca Juniors Argentine Primera División
(Foto: Getty Images)

O ex-jogador do Corinthians ainda explicou o motivo de ter aceitado a oferta para ir jogar na China.

“Quando chegou a oferta (da China), minha primeira reação foi dizer 'não'. A decisão final eu tomei depois do último jogo (contra o Colón, em dezembro). Percebi que não tinha forças para continuar e que daquele jeito estaria fazendo mal ao Boca Juniors. Foi uma decisão muito dura para mim também. Minha filha me pediu chorando para que eu continuasse no Boca”, disse Tevez, que ainda elogiou a chegada de Sampaoli para comandar a seleção argentina.

“Sampaoli é um dos grandes técnicos do país. Não vão criticá-lo por não trabalhar e ele fará de tudo para levar a seleção em frente. Disse a Chiqui (Claudio Tapia, presidente da AFA) que foi um grande acerto contratá-lo”, finalizou.


VEJA TAMBÉM:


 

Fechar